quarta-feira, fevereiro 11, 2009

Lamento...





mesmo que proscritos...



...e seremos sempre...


...Porque eu tenho esta...mania...


( Images retiradas da internet)



...Os anos passam mas as recordações perduram para lá do Tempo.

Lembro, como se fora hoje, o nosso amor...
Proibido era...porque era nosso apenas.

Não foi um caso ao acaso...foi paixão, foi sedução, foi um amar sem fronteiras, nem muros, nem barreias ...
...um amar em dias de inocência...

e recordo...

Tu, tuas mãos, teus olhos, teus lábios tão plenos de ternura com palavras de sabor a mel.

...e eu acreditava que era para sempre esse sentir...

...e me ensinaste tanto, me ensinaste quase tudo sobre Tudo o que havia para aprender.

Agora sim, sei que não foi para sempre o teu amor por mim. ( Quem sabe?...)
[Feliz daquele que vive um amor eterno.]

Agora sei que de mão dada com o amor anda o ódio. ( um lugar comum, este)
...e sei que me odeias porque não segui teu querer. Não pude anular-me para que pudesses exultar da tua intocável masculinidade...

...por isso me afastaste de ti; por isso me magoas ...me feres com palavras, com olhares frios, me esbofeteias com tua (aparente) indiferença.

Mas eu tambem sei, porque te SEI POR DENTRO, que bem lá no fundo é o teu amor por mim que ainda arde e te consome...

Foi segredo nosso...esse nosso amor....
É segredo teu, agora!...Meu, já não!...

Que eu gritarei bem alto para que se saiba por todo o lado que entre nós houve mais que amor, houve adoração!

LAMENTO...

22 comentários:

Isa disse...

Poema dorido,sofrido,mas lindo.
Beijo.
isa.

Anónimo disse...

Tu não tens vergonha da falta de nível e a falta de respeito a que o teu marido chegou??! Pôrra!!! Até para a parolice e má criação há limites!! Arre que é demais!

Anónimo disse...

Talvez não tivesses, nem tenhas de te anular. Talvez tenhas de ser apenas tu, a própria, autêntica, genuína, cristalina, sem subserviências para com quem não te merece.
Pensa nisso.

Blueshell disse...

Meu caro anónimo...não dar a cara...é mais que falta de respeito e de nível...é falta de coragem...é coisa de quem não "os tem no sítio"....
Além do mais, pelo que vejo, a parolice está em si...que deturpa, vilipendia, difama, insinua...isso sim é descer de nível, meu caro! Mas olhe, veja...tem em casa um espelho? Vivamente aconselho a que veja o seu reflexo! Assustado? pois é...o que restava da pessoa íntegra e sedutora, da pessoa solidária, amiga, compreensiva, tolerante...transformou-se NISSO que vê!
Lamentável, não é?
E isto não é ter mau fundo, meu caro (uma pontinha de ironia)...é apenas e simplesmente responder a alguém que se esconde atrás da palavra "ANÓNIMO"...para insultar quem nunca lhe desejou mal algum. E o meu ANÓNIMO morde a "mão de que durante tanto tempo lhe deu de comer"??? Ah, não...haja paciência. Sabe o que lhe falta? Educação, decência,integridade, dignidade... faltam-lhe os valores que deviam presidir a todo e qualquer comportamento típico do mais humilde ser humano!Mas...já me esqquecia...é que de humilde...o meu ANÓNIMO não tem nada: é o exemplo da arrogância elevada ao seu expoente máximo e que transforma a sabedoria em idiotice, sabe? Entende? Percebe?
Mas pronto...como é uma pessoa doente (ainda aos tombos com os antidepressivos?)...a gente dá um certo desconto...mas olhe: NÃO ABUSE, certo? É que este Blog é um blog pacífico...sem maldade, nem hipocrisia, nem "lavar de roupa suja", nem baboseiras que pretendem defender o indefensável....
Assim sendo...volte sempre, mas dê a cara e não traga consigo insultos e blasfémias, não venha denegrir a imagem deste blog nem de quem nele escreve.
Cuide de tomar a medicação a tempo e horas, não abuse do café nem do tabaco...pratique natação (limpa muita coisa- excepto consciências), salte da cama cedinho...porque de manhã é que se começa o dia e JAMAIS, JAMAIS se refira ao meu marido seja de que forma for, nem AQUI, nem NOUTRO LOCAL QUALQUER...porque caso essa remota hipótese aconteça, mesmo que acidentalmente...então sim, EU POSSO REALMENTE ME ZANGAR!

Uma boa noite para si, A.F.( Leia-se Anónimo Fala-barato)

Anónimo disse...

...Ena tanto texto, tanto insulto, tanta provocação, parece uma metralhadora.

Um pormenor técnico: o 1ºAnónimo, das «6:09 PM», não é de quem tu pensas mas sim, duma pessoa Amiga dele. E esta, hein??!

...Amizade, é coisa que não sabes o que é, ao contrário do que pensas...Perdeste uma boa oportunidade de estares caladinha e não fazer figura triste.

Adeus que não vales a pena, és
igual a ele...Uns FDP!!..uns Tristes!!!

FIM!

Anónimo disse...

Para que não restem dúvidas:

És igual a ele...ao MoXo, claro!

E é verdade: Não gozes com doenças tu que tens telhados de vidro...ou já te esqueceste das tuas frustrações, depressões?? tambem por não poderes engravidar??!

Vai-te esconder parola
mais o teu piu-piu parolo!!

Agora é que é:
FIM!!!!

Blueshell disse...

Afinal quem estava certa era eu: a falta de nível, de escrúpulos, de valores...o quebrar do verniz, o cair da máscara...está mais que documentada nestes 2 últimos comentários...
Nem preciso dizer mais nada...pois não?
Um abraço ...

azurara disse...

Ora cá estou eu.
Já li os comentários e também tenho um a fazer.
Gostei daquele terceiro comentário. Achei muito ponderado. Mais coisa, menos coisa, até poderia ter sido escrito por mim. Mas, se o tivesse sido, não me estaria a referir ao teu marido.
Votos de felicidades.

Anónimo disse...

...Você insiste. Logo, obriga-me a voltar escrever:

Estes comentários todos não foram escritos por quem você pensa. Aliás, se conhecesse bem essa pessoa que tanto maltratou, sabia que nunca escreveria tais coisas, embora você mereça mais o seu moxo.

Gostou dos meus comentários? tentei-vos imitar mas não vos chego nem aos calcanhares na maldade.

-------------
Uma pessoa amiga de AF
que tambem a conhece e ao moxo, claro, mais os seus pôdres!

------------------------------

ps- Só nao digo quem sou para não me maltratar tambem a mim como fazem com uma pessoa que era vossa amiga.

----------

manzas disse...

Redigi no pulsar
Do meu ser
Uma valiosa
Carta guardada...
O sol não brilhará
Sem que passe por lá
Para a ler,
Ou a carta será
Lacrada.

O eterno abraço...

-MANZAS-

Olhos de mel disse...

Olá querida! Obrigada pela visita e pelo carinho!
adorei seu blog! Seu post está lindo, embora meio tristinho... O amor verdadeiro, não acaba com o tempo, apenas adormece, a espera do tempo... Com certeza, se vocês tiverem que ser um para o outro, a natureza planejará, quando menos esperarem, um reencontro.
A minha história foi assim. Não é de hoje nem de ontem, mas de anos atrás e adormeceu, enquanto cumpríamos a missão que nos foi confiada. Mas chegou o tempo e Deus nos uniu novamente.
Acredite e confie! O que é do homem, dele sempre será.
Bom fim de semana!
Beijos

Gleidston dias disse...

Um poema cheio de introspecção,com algum lirismo, mas belo na sua construção.Parabens!

Otima 6f pra voce.

bjss

Marta disse...

Há amores que nos fazem sofrer...
Por vezes, a solução é afastarmo-nos e renovar o tempo e os momentos...
Poema muito sentido...
Obrigada pela visita....
Beijos e abraços
Marta

Amita disse...

Todas as nossas recordações perduram para além do tempo, que se pode definir num segundo como numa existência. Aquelas que conseguimos transmitir por palavras são benditas, como as tuas que tanto me encantam; as outras, tranformar-se-ão em momentos efémeros, no interior de nós.
Sem qualquer espécie de dúvida, gosto de te ler nos meus momentos escassos.
Por isso te agradeço as palavras, recebidas com alegria.
Um bjinho grande e sempre o dia de sol te ilumine para nos brindares com poesia sempre bela.

Rute disse...

Poema bonito mas muito triste. Se é assim devia casar-se com ele. Senão é melhor esquecer duma vez. De certeza que ele pensa o mesmo se foi o grande amor da sua vida. Arrisque antes que seja tarde.

Catarina Poeta disse...

Gosto sempre e muito, quando recebo a visita de alguém de Portugal.
Gostei das suas palavras e do blog. Beijo!

peciscas disse...

O amor, com as suas voltas e revoltas, dá-nos de tudo:prazer e desprazer, risos e lágrimas, sol e núvens.
Mas sem ele, estaremos sempre incompletos.

Assim como a blogosfera. Dá-nos a beleza da amizade e a fealdade do ódio. Dá-nos a preciosidade das palavras que calam dentro de nós, mas também o lixo e a vulgaridade que nos tenta agredir.

Com o lixo, nunca te preocupes nem gastes tempo.
E nunca percas a mania de escrever.

BC disse...

Venho agradecer a visita como o faço sempre quando vão ao meu espaço.
Quanto ao poema, acho que existe muita tristeza nele, é preciso levantar esse astral, mas volte sempre, como o diz, se sentiu paz no meu SLETRAS VOLTE!!!!
Abraço
Isabel

Amaral disse...

Mais que amor, quase não parece possível existir...
O Amor é... e pronto!
Amor, paixão, candura, carinho, terna forma de entrega e desejo...
Quase tudo conseguimos reter nas mãos e quase tudo parece escapar quando as entreabrimos...
Quanta sedução, quanta loucura exigimos à nossa forma de ser... e depois, aquilo que nos é exigido sobe mais alto e destroi-nos por dentro e por fora...
Há quem não mereça... há coisas que fazemos que também não merecem...
Contudo, há qualquer coisa em nós que merece!... Merece, ao menos, uma reflexão, uma pausa, uma decisão que conduza a outro porto...

Su disse...

gostei de ler.t apesar de dorido


jocas maradas de tempo.sempre


pstt menina os anónimos não existem..........

+ jocas

Francis disse...

Rico seja, quem ama e é amado.

Foi óptimo receber um sinal teu e vir até aqui.
Infelizmente, tenho andado sem tempo para blogar.

Um grande abraço e muitas, muitas felicidades.

Obrigado pelo apoio e pelos teus Postes :-)

Rosana Dorta disse...

Adorei o que vc escreveu, parece que foi feito esopecialmente para mim pois estou vivendo essa situação.
Amei mesmo e vou copiar ele, rsrs. Quero acompanhar seu blog se possível.