domingo, abril 18, 2010

Só escuro e frio...

portas

(foto de BlueShell)


Portas que se abrem para o vazio,
Para a escuridão de uma existência sem o calor,
O aconchego de um carinho.
Só escuro e frio, esse espaço, que sentes
Ao atravessar as portas do Tempo….

Nem orquídeas, nem flores de cerejeira
Nem o fogo na lareira…ardendo lento!

Dentro, apenas o passado, o efémero…
Gravado nas pedras nuas…com lágrimas
Minhas, …e porventura, tuas...


11 comentários:

Eli disse...

Muitas portas fechadas fazem-nos adivinhar aquilo que já sabemos...

:)

Maria disse...

Uma porta pode ser sempre, se quisermos, uma passagem para o Futuro!!!

Beijo, Blueshell

Anita disse...

Um pouco triste, mas lindíssimo!

Deixo um beijo e votos de boa semana*

Jose Almeida disse...

bom dia .
Um dia alguem disse numa sala de aula :- Veem se eu apagar a luz voces nao veem , é assim que chegam a mim todos ; de repente acende-se a Luz e alguem diz :- Eu sou a vossa Luz e estou aqui para vos iluminar a vossa Vida . Foi um dos momentos mais marcantes que vivi ate hoje e penso que ja nunca mais me vou esquecer , Beijos

al cardoso disse...

Nas nossas aldeias cada vez ha mais portas fechadas!

Um abraco dalgodrense

Duarte disse...

Deixaste-me gelado...
a força do verso impregna
o sentido da estrofe
penetra, até dói...

Mas gostei.
Expressa um profundo sentir
intenso.
As portas abrem-se à vida!


Abraço de vida

Micas disse...

Intenso, profundo, frio como só a tristeza sabe ser. Gostei como poema e pela intensidade de sentimentos. Eu sei que tu saberás abrir a porta convidando o calor ameno do sol primaveril a entrar e, com a mesma intensidade deixares que as frageis flores da Primavera te deixem a alma impregnada de cor e doces aromas.
Beijo

Duarte disse...

A sombra marca o dintel:
não se moveu.

Beijinhos

MEU DOCE AMOR disse...

É!Muito trite.Mas um dia as portas abrir-se-ão...e a aragem virá e trará belas pétalas cheirosas e multiculores...

Beijinho doce e convido-te a visitar-me ,tá?

http://vemsonharcomigo.blogspot.com/

A foto está muito linda

Anjo Negro disse...

olá

esta tudo bem contigo? espero que sim...

muito bonito =)

bjs

Manuel disse...

Belo poema.

__________

NOVIDADE:

"DE AMOR ARDEM OS BOSQUES"
- novo livro de Maria Azenha -

*


"A harmonia foi a minha mãe na canção das árvores e foi entre as flores que aprendi a amar."
Friedrich Hölderlin

*
Tiragem de 250 exemplares, dos quais 50 numerados e assinados pela autora.

RESERVA pelo email: maria.azenha@gmail.com
(não disponível em livrarias)


Edição limitada / Últimos exemplares