terça-feira, junho 02, 2009

Silêncio Molhado

templo.

(foto de BlueShell)



Em que Tempo ou Templo foi tua prece ouvida?
Que um manto de Paz venha sobre ti…
Eras inocência… foste abençoada!

Eu…prostrada me humilhei… tanto roguei, pedi…
E em resposta…a ausência…o silêncio molhado
Das lágrimas que já não choro…pois meu pecado
Foi tê-lo amado, a ele, meu querido, meu amado!

20 comentários:

Pena disse...

Simpática Amiga:
Escreveu um poema soberbo de uma sensibilidade admirável.
Quando se sente ou não, uma ausência, tudo é possível. No sentir. No Ser. No Estar. Emocionais e visíveis.
Mesmo em poesia ganha forças. Difunde-se.
Contudo, manifesta um misto de esperança e desesperança.
Deve ser um Ser humano fantástico.
Lindo.
Excelente. Adorei!
Beijinhos de imenso respeito, estima e consideração...

pena

OBRIGADO pela ternura que expressou no meu blog.
Bem-Haja, amiguinha doce.

Pika Louka disse...

Querida Blue Shell,

Vim agradecer de coração sua visita e tuas valiosíssimas palavras ao meu humildemente texto.
Muito obrigada menina.
Adorei conhecer seu luminoso blog.
Foi alegria aos olhos da minha mente ler teu pensar em letras...
Ou seja, tua brilhante inspiração é divina...
Ler suas palavras foi o mesmo que ler as estrelinhas dos céus e reverenciar todo o seu deslumbramento...
Seu poema é lindo!
Repletos de lirismo...
Deus abençoe sua vida infinitamente.
Beijos de poesias perfumados...
Com apreço e carinho,
CelyLua, Amiga e fã da sua bela inspiração...

Muito obrigada!

Isa disse...

Palavras de Amor...Sentidas e sofridas.
Beijo.
isa.

Nilson Barcelli disse...

Sempre sofridos os teus poemas.
Há anos...
Mas belos, como este também o é.

Querida amiga, tem cuidado com a serpente... depois vais perceber...

Um beijo.

CelyLua - O blog das Letras disse...

Querida Princesinha Blue Shell,

Boa tarde meu anjo!
Minha querida eu peço humildemente sua compreensão por eu sem perceber enviei o meu comentário através desse Blog “PiKa LouKa”.
Na verdade esse Blog deveria ter sido ativado para o “carnaval”. Ou seja, é o Blog do meu filho, o qual no momento estar desativado.
Por essa razão, quando hoje meu filho decidiu acessar esse blog e ao sair não se desconectou.
Após a saída dele da internet, ou seja, desse blog.
Como usamos o mesmo computador, ou seja, quando acessei meu blog e visitei seu blog, na verdade por falta da minha “atenção” Eu estava acessando com o perfil do blog do meu filho.
É como se o meu filho tivesse visitado o seu blog, hehehe, o que na verdade fui eu, e não ele.
Porém, se eu tivesse postado o meu comentário, e, não tivesse colocado o meu nome como autor das palavras, ai sim, tudo bem, seria o dono do blog que, havia enviado o comentário.
Mas quando enviei e após a publicação eu li o nome do blog e meu comentário no final com o meu nome, nossa, fiquei sem “Palavras...”.
Ai foi quando chamei meu filho e mostrei pra ele o que havia acontecido.
Eu e ele ao ler o comentário com o meu nome em outro blog, ficamos sorrindo parecendo crianças, mas logo em seguida meu filho acessou o blog e trocou o nome do blog.
Mas se tu acessar este blog que, agora, é outro nome, “Nada eu tenho contra ao nome, apenas a falta da minha atenção foi à causa desse erro”.
Por esse motivo vim aqui no seu blog deixar exposto
Meu pedido de desculpas...
Continuando...
hehehe, na abertura do blog ainda estar com esse mesmo nome.
A intenção dele com meu outro filho e amigos seria divulgar o carnaval da nossa Querida Cidade de Olinda.
Porém, infelizmente essa idéia não foi na verdade concluída.
Vamos ver se no próximo carnaval “Eles” Decidem ativar esse blog, hehehe.
Portanto, após enviar o comentário percebi que, não havia saído no meu nome, ou seja, “CelyLua O Blog Das Letras”.
E sim no nome do blog do meu filho, hehehe.
Por essa razão aconteceu este engano.
Mas acredito que, através da sua generosidade e brilhantismo da sua mente, eu poderei ser perdoada.
Isto é, pela falta de atenção, ou seja, minha e do meu filho por não ter saído da página do seu blog quando o acessou.
Isto é, se desconectar.
Espero que tenha ficado “Tudo” Explicado pra você Princesinha.
Abaixo o mesmo comentário antes enviado através do blog do meu filho, hehehe.
Mas agora seguido através do meu blog “CelyLua O Blog Das Letras”
Deus te abençoe menina.
Beijos de paz.
Com ternura,
CelyLua, Amiga e fã das boas palavras...

Mais uma vez, muito obrigada!


Querida Blue Shell,

Vim agradecer de coração sua visita e tuas valiosíssimas palavras ao meu humildemente texto.
Muito obrigada menina.
Adorei conhecer seu luminoso blog.
Foi alegria aos olhos da minha mente ler teu pensar em letras...
Ou seja, tua brilhante inspiração é divina...
Ler suas palavras foi o mesmo que ler as estrelinhas dos céus e reverenciar todo o seu deslumbramento...
Seu poema é lindo!
Repletos de lirismo...
Deus abençoe sua vida infinitamente.
Beijos de poesias perfumados...
Com apreço e carinho,
CelyLua, Amiga e fã da sua bela inspiração...

Muito obrigada!

Amaral disse...

São águas passadas aquelas que fazem um poema bonito...
Não é pecado amar!
Nem pecados existem, quando qualquer atitude é vivenciar o muito que a vida tem...
Deixa que as l+agrimas cumpram a sua missão... e no silêncio molhado reconstrói o silêncio de luz...

Rafeiro Perfumado disse...

Molhado?!? Não se vê uma nuvem no céu! ;)

Beijoca!

ηatalie αfonseca disse...

Muito bom.
Eramos inocência! Continuamos a sê-lo, uns mais que outros! Gostei do que li! :)*

Élio - Filomena disse...

belo texto com uma sensibiliddae tremenda..

gostei do blog :))

beijos..

Eli disse...

Às vezes parecemos ridículas por lutar de uma forma que muitos julgariam menos própria... mas sê tu mesma, que dessa forma sentir-te-ás cada vez mais leve e feliz da paz que sentes, pois fizeste tudo o que podias!

Força!

:)

Su disse...

como sempre um prazer ler.t


imenso esse sentir....


lindo como tranformas os sentimentos em palavras


jocas maradas .......sempre

Mahria disse...

Passando pra te conhecer. Saber do seu mundo aqui. Te ler. Te sorrir.

Agradeço a sua visita e comentário em meu blog.

Voltarei!

Bjinhos

Duarte disse...

O amor quando paixão é vida, senão sofrimento.

Ama, e sê feliz.

Beijinhos

Diogo disse...

É optimo ver blogs tão bons como este. Muita inspiração por aqui. Continua! Bom fim-de-semana.

Daniel Aladiah disse...

Querida Blue Shell
Nada é por acaso. Há coisas inevitáveis e Deus escreve direito por linhas toratas. Esta experiência acumulada de gerações tem razão de ser.
Um beijo
Daniel

Pena disse...

Oh, Linda Amiguinha:
Que "coisa" mais fabulosa deu vida, apesar da tristeza visível, mas são coisas de poetas e poetizas extraordinários(as), creio eu, sem ofensa, mas seriedade e sinceridade.
É linda. Extraordinária. De uma doçura fabulosa numa sensibilidade poética de um humanismo admirável, mesmo numa "perda" ou "ausência".
Simplesmente, lindo.
Adorei. Excelente.
Beijinhos amigos de imensa estima e respeito, sim, amiguinha doce...?
Nunca esquecerei a sua amabilidade e simpatia para comigo. Sim! Pode ter a certeza absoluta.
Deve ser um Ser Humano brilhante, iluminado e enorme.
Maravilhado...


pena

Bem-Haja, pela atitude poética extraordinária.

Efigênia Coutinho disse...

Blue Shell,
saber escrever é dom, e você tem este dom , meus parabéns,
com admiração,
Efigênia Coutinho

Carmem L Vilanova disse...

Linda BShell,
Como de costume os teus sentimentos sao tao intensos, e tao preciosos!
Beijos, flores e muitos sorrisos!

© Piedade Araújo Sol disse...

sentido e cheio de sensibilidade.

quase uma prece.

saio quieta e calada.

um beij

Ofeliazinha disse...

Olá,
venho apenas dizer que o meu blogue mudou de casa.
Adoro receber visitas.
Abraço.