sábado, junho 27, 2009

Clausura

roxo.

(foto de BlueShell)

Pintei de roxo o meu quarto…
Vesti-me de negro escuro!
Fiz arder todas as velas!
Vedei portas e janelas,
E deixei que a dor ficasse
Bem fechada dentro delas….



11 comentários:

Ricardo disse...

ola :) estava á espera de um soneto! mas gostei, gosto de coisas curtas e directas

Myosotis disse...

Gostei :) *

Juℓi Ribeiro disse...

A foto está belíssima.
Em seus versos brotam
sensibilidade e talento.
Lindo!
Um abraço.

Vasco Gamito disse...

Poema muito belo. Mas isso precisa de sair desse espaço, não pode ficar fechado...

Mafalda disse...

Quando se fecha uma dor dentro de quatro paredes não quer dizer que também nos fechemos dentro delas.
Concordo em trancar o que nos magoa, que nos faz sofrer mas não nos podemos trancar com ela, pois há sempre algo de bom à nossa espera do outro lado da porta!!!
Boa semana

Duarte disse...

Versos que brotam com a força imperiosa da palavra...

A imagem acompanha, que belo lugar!

Beijinhos

lobices disse...

...venho aqui matar saudades
...um beijinho

entremares disse...

Era uma vez uma dor.
Pintou-se de branco, disfarçou-se de pomba, entrou pela janela.
Segredou doces canções, chilreou, encantou.
A todos convenceu.
Aumentou de tamanho, deixou escurecer de novo as penas, tirou a máscara.
Tão grande se tornou, que já não podia de novo sair pela janela de onde entrara.

A dona da casa vestiu-se de negro, pintou as paredes de luto, fechou a porta e foi embora.
A pomba ali ficou, sózinha consigo própria, a gemer de dor.
A sua dor.

A dor, como todas as dores, alimenta-se de si mesma.

( Uma boa semana, está bem? )

Porcelain Doll disse...

Que magnífico seria se assim se pudesse enclausurar a dor... para nunca mais dela se ouvir falar... mas talvez a melhor forma de a expulsar, seja precisamente assim, dessa forma... manifestando-a sem pudor... e procurando retirar dela algo de construtivo, o que nem sempre é fácil...

Beijinhos!

AlmaAzul disse...

Gostei!

E esse lugar parece-me familiar :/

Podia ser mesmo aqui ao lado...


***Azuis

© Piedade Araújo Sol disse...

bem rimado, gostei!

a foto espectacular!

beij