terça-feira, agosto 30, 2011

Todavia...



flo

(foto de BlueShell)

Nesse tempo havia
a suprema certeza de tudo!
[Todavia, flores eram flores…]
E os amores …sonhados…de príncipes alados,
Povoavam meus dias!
[Todavia, flores eram flores…]


Cresci sem saber…ninguém me avisou….
O tempo passou na roda do rio…
[Moinho que esmaga sonhos e trigo]
… E levou de nós a essência consigo!

45 comentários:

N. Barcelli disse...

O tempo vai passando... temos que andar atentos...
Excelente poema. Gostei imenso, querida amiga.
Beijos.

Maria disse...

E todavia flores continuam a ser flores...

Beijo, BlueShell.

Ana Martins disse...

MARAVILHOSO!

Beijinho,
Ana Martins

Rafeiro Perfumado disse...

Pode ser que após passar no rio vá parar a alguma barragem e apareça numa lâmpada lá de casa.

Beijocas!

© Piedade Araújo Sol disse...

por vezes o tempo passa e deixamos passar certos promenores

gostei muito do poema e da foto que o acompanha

beij

Vieira Calado disse...

Olá, bom dia!

Obrigado pelos seus votos.

Cordiais saudações.

Evanir disse...

Amada Amiga.
Li com muito carinho sua indicação em seu belo espaço .
E foi com carinho muito grande que você hoje esta em homenagem no meu blog.
Quero que saiba muito me emocionou tudo que li a sua postagem tanto que levei um trecho para ser postado.
Eu muitas vezes fico surpreendida com pessoas de tão longe ser tocada pelo dilema que estou passando.
Deus abençoe você hoje e sempre beijos no coração,Evanir.

JUAN FUENTES disse...

Los colores y la poesia formam parte de tu juventud,nunca debes perder las ilusiones por ellos.
Gracias por tu entrada en mi blog.
Saludos

A.S. disse...

As mós do moinho são implacavéis! Moem sonhos, palavra, pão, vidas... só não moem saudades!

AL

lino disse...

Bonitos, texto e imagem.
Beijinhos

São disse...

Muito, muito bem!

Gostei imenso tanto do texto como da foto!

Um bom dia.

Je Vois La Vie en Vert disse...

Querida Blueshell,

O tempo passou...e levou um amigo querido.
Obrigada pelas tuas palavras carinhosas que me são muito preciosas hoje...

Beijinhos
Verdinha

Fernanda disse...

A roda do tempo que não para e ... todavia ainda é tempo, de sentir o frescor das flores e de sonhar com príncipes alados.

Beijinhos

Amaral disse...

A flor que faz côr a um sonho, cresce rebelde nas margens dum rio...
Quando o tempo a faz esmorecer... sentimos que crescemos com ela e com ela dançamos uma valsa desta vida imprevisível...
Nesta dança, cruzam-se amores, cruzam-se sonhos e príncipes alados...

C Valente disse...

Sempre vigilantes
Saudações amigas

Sonhadora disse...

Minha querida

Passando para agradecer a visita e o carinho das palavras, gostei daqui e estou seguindo para voltar.
Espero que continue cheia de força, fiquei triste com o que li dessa maldita doença, mas a esperança é um bom medicamento.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

joão l.henrique disse...

É preciso estar disponível, o tempo passa a correr!

Gostei imenso da foto e respectivo texto.

Obrigado pela visita e comentário, volte sempre.

Um bom dia para si.

Daniel disse...

Coucou Blueshell, merci de tas gentille visite.
A + :))

Rosa dos Ventos disse...

"Avec le temps tout s´en va..." !:-)

Abraço

Rogério Pereira disse...

Tendem as flores para o malmequer?
E as pedras para fazerem muros?
O tempo que irá passar
devolver-nos-a a roda do rio
trazendo a essência da seara
que antes levara

As flores voltarão
ao que já foram

Catarina disse...

As flores que nos alegram...

bbrian disse...

Vim agradecer a visita e dizer que bela imagem guarda seu olhar!
Serei leitora assídua! Beijos no coração!

Carla Fernanda disse...

Lindo!
o tempo passa e leva algo... e traz outros.
Beijos!
:D
Obrigada também.
Bom dia!

Olinda Melo disse...

Olá, Blue Shell

Este poema diz-me tanto, tanto! Do tempo que passa, inexoravelmente, levando consigo sonhos e ilusões...
Mas como diz a Carla Fernanda, leva, sim...mas traz outras coisas!

Gostei da sua visita, gostei do seu blogue e da sua escrita. Que mais dizer? Ah! vou passar a segui-la.

Beijo

Olinda

Vivian disse...

Plá,Blue!!

Todavia, flores eram flores...
Amei!!!Um encanto de foto e poema!!
Beijos pra ti!

Will disse...

Oi Blue,
Versos lindos, numa descrição perfeita e ao mesmo tempo suscinta.
Parabéns!
O tempo tem disso, né, ao mesmo tempo que nos oferta novas correntezas no rio da vida, leva outras em bora.
ótima sexta-feira para você!

Pat. disse...

Mas com o coração em flores, príncipes, princesas e amores... tudo iremos resgatar. O moinho não pode ser para sempre.

Imagem linda do seu sentir e palavras tão verdadeiras quanto o que vivemos.

Um beijo com todo carinho e amizade!
Lindo amiga!

Luna Sanchez disse...

Os sonhos também têm ciclos, como as flores, será?

Gostei do post.

Um beijo.

Bob Bushell disse...

Nice, the flowers in your garden.

Aleatoriamente disse...

Olá querida.
Um belo poema floresceu aqui.
Amei te ler.

Beijinho.
Fernanda

Braulio Pereira disse...

olá

gostei muito do teu cometario.


obrigado

belo poema lindo blog

beijos!!

Andy disse...

Tão bonito!

Beijinho

Henrique Dória disse...

Não blue, a tua essência continua contigo. Nunca irás perder poesia,beleza e amor. A tua essência.

Pena disse...

Estimada e Simpática Poetiza de Sonho:
Escreveu um doce e extraordinário poema admirável sem tempo e sem espaço, daí a sua grandeza de alma poética maravilhosa.
Tudo aqui é perfeito.
Bem-Haja, pela honra da sua linda amizade.
Abraço de parabéns sinceros.
Escreve com talento e magia versos de fazer sonhar o Mundo para que é dirigido.
Beijinhos amigos de pureza e respeito pelo seu encanto de pessoa extraordinária e perfeita.
Sempre a admirá-la

pena

MUITO OBRIGADO pelo carinho no meu espaço.
Bem-Haja, poetiza fantástica.
Adorei tudo o que vi.
É mesmo uma pessoa de excelência, amiga.
É um Ser Humano notável.

Memória de Elefante disse...

O mar do pensamento
é turvo de desencanto
e claro de paixão.
Não é azul nem verde:
é fatal.

Agradeço tua visita e gostei imenso do que li por aqui!

Um beijo

Antônio Lídio Gomes disse...

Minha amiga, venho agradecer sua visita e gentil comentário.
Quanto ao teu poema, o mesmo é sublime e evoca de nossas infâncias, um mundo de contos de fada onde reinava pureza e amor.
Lindo.
Um abraço fraterno.

. intemporal . disse...

.

.

. o poema é bel.íssimo . na anáfora de todos os dias .

.

. a fotografia estarrece . perante a beleza in.equívoca das cores das flores campestres .

.

.

. gostei . mesmo muito .

.

. um bom fim.de.semana .

.

. um beijo meu .

.

.

Braulio Pereira disse...

para ti com o meu carinho...

teu Amor é a vida
és linda flor
dou-te alegria florida
e perfume há dor

Braulio

deixo-te um pouco da minha essencia

coragem e força mulher!!


beijos!!!

Rafael Castellar das Neves disse...

Gostei...bem bolado e proposto!

[]s

Luís Coelho disse...

o tempo passa e leva tudo com ele.
É preciso estar atentos a todas as mudanças.

jrd disse...

O tempo passou, mas deixou as flores nas margens do rio.

Agulheta disse...

As flores sempre nos encanta e fascina,alegra o coração e dá leveza a alma com seu perfume...como tal adorei.
Beijinho bfs

JUAN FUENTES disse...

Fotos muy originales,la narración que haces de tus fotos son muy buenas.
Gracias por tu entrada en mi blog y por tus comenarios a la foto.

Saludos desde Andalucia

will-Art disse...

Belas cores!

Joop Zand disse...

Lovely flowers with nice colors...i like it very much Blue Shell.

Thanks for you nice comments.

warm greetinngs and a kiss, Joop