segunda-feira, janeiro 03, 2005

NÃO!

Perder-te, assim...

timida


(foto de António Melo)


Ver-te fugir de mim,
Saber que te vais...para sempre;
E para sempre...é tempo demais...

Perder-te, assim...

Como se não houvesse
Um passado a unir-nos...
Como se tudo tivesse sido em vão...

Perder-te, assim...

E caminhar a sós esse caminho
Traçado por nós... (entre gargalhadas e gemidos de enlevo)
Em nosso leito de linho...

beijos

(foto de V.Melo)



Perder-te, assim...

E ficar a sós comigo
E ver-te partir com essa dor no olhar...
Sem obter teu perdão!

Perder-te, assim...

Como se o amor nosso
Nada te dissesse...ai,
Não posso...não posso, não!

Perder-te, assim...

Antes a Morte, que a dor
Não será tão forte,
Amor...

29 comentários:

wind disse...

Lindo, mas o que hoje dói, amanhã passa:) E a morte é definitiva. Carpe Diem:) bjs*

Night Wolf disse...

Concordo com a Wind. Para tudo há solução, é só uma questão de tempo... e substituto. rcc

CPC disse...

Gostei muito!

Pintelho disse...

Olá Concha!

Olha, gostei muito dessa dedicação e amor, mas se realmente não há retorno ao que era bom, então substitui, pois alguém há-de ser capaz de trilhar o caminho contigo.
Um beijo.

O Micróbio disse...

Um bom ano... voltei!

lique disse...

Já aqui foi dito que irremediável mesmo é a morte. Por muita que seja a dor, quando não há como voltar atrás, tem que ser aceite. E ultrapassada. beijos, Blue

Maria Branco disse...

Nada é em vão, Blue...
Desejo-te um 2005, muito feliz!
Beijos

BlueShell disse...

Ausências que provocam lágrimas tantas...que dilaceram o peito, e alma parece querer fugir...

AS disse...

Quando se perde algo, parece que tudo se desmorona...mas se estiveres atenta, todos os dias se abrem outros horizontes!

Bjss

Vera Cymbron disse...

Infelizmente perde-se...e dói muito, parece crueldade,
parece em vão...e talvez, no fundo, longe das conclusões psicadelicas e dementes de razão, até seja mesmo em vão!
Jinhos

Anónimo disse...

compreendo-te bem....
Bem demais... :(
Beijo.

eliwitch
www.livrodemagoas.blogdrive.com

Kabum disse...

As tuas fotos começam a roçar o pornográfico, espero não chegar ao tempo em que por aqui passo mais para ver as fotos do que para ler!
Brincadeirinha! :p

almaro disse...

O perdão não se pede, dá-se! E o caminho feito no UM é a única certeza de um abraço. Por vezes caminhamos sós, mas se tivermos o cuidado de olhar para o lado, ali está toda a cumplicidade de uma vida que nos olha e nos sussurra,"estou aqui"…

Luna disse...

As pessoas não se perdem...por vezes andam por caminhos diferentes....por vezes paralelos. Beijos

Anónimo disse...

Belo poema de amor inconformado...Um bom ano para ti, Blue Shell :-)

Dora
www.atrasdaporta.blogs.sapo.pt

Paulo disse...

Excelentes palavras onde o amor transpira por todos os poros. Um excelente ano minha Amiga.

Pandora disse...

Como eu sei o que é essa dor...essa dor que nos corrói o peito e demora a abandona-lo.
Ainda dói... .
Mas, acredita que, tudo passa...mais cedo ou mais tarde...
Quando pegares nas cores, usa as mais garridas (em primeiro lugar).
Bj e mt força.

Pandora disse...

Há uma identificação com a tristeza na poesia
Como se no fundo todos fossemos tristes
E partilhássemos a mesma dor.
Há um chorar comum que se faz na poesia
Como se as palavras não fossem senão
Lágrimas capturadas
Presas num papel.

Anónimo disse...

Por vezes as lágrimas e o desespero queimam o nosso peito de uma forma tão violenta que nos sentimos quase perto da morte. Morte porque sem quem amamos simplesmente não vivemos! E desvanecemos , gritamos aos ceus na esperança que o ser amado nos oiça e nos devolva aos seus braços, mas a dor passa Blueshell e o nosso coração serena e descansa finalmente! Um excelente ano de 2005 é o que te desejo! Mónica (mco.blogs.sapo.pt)

Aromas Do Mar disse...

A perda é sempre uma coisa terrivel de suportar, seja ela de que forma for..., mas o tempo atenua a dor e vai abrindo novas oportunidades de vida..., mas a morte NUNCA!
UM beijo enorme
Mar Revolto

JPD disse...

Olá BlueShell
Achei este post extraordinário: belo poema, boa conjugação com as fotos.
Bjs

Anónimo disse...

ó shellinho/a, fizeste-me rir com a fotografia e a música.

Dream disse...

Quase q é uma ousadia colocar palavras desta dimensão nos primeiros dias de um novo ano. Bem haja mulher forte.

beijo grande para ti

Anónimo disse...

Está lindíssimo amiga.
Como sempre.
:)
Estou a tentar voltar aos poucos.
Beijinhos grandes.

Sílvio Pleno.
http://condemnedlove.blogs.sapo.pt

O Turista disse...

Voltei e passei para te desejar um SUPER 2005!!
:)

O turista - http://www.turistar.blogspot.com

mfc disse...

Como dizia Florbela Espanca, perder-se para se encontrar!

o5elemento disse...

{ ...

virás
sinto vontade de [te] olhar
correr para o [te]u abraço
sentir -[te] quando [te] aperto
ouvir os [te]us gemidos de prazer
quero -[te] junto de mim
sei que não virás [!]
sinto necessidade de [te] beijar
acariciar -[te], amar -[te]
não poderei deixar -[te] longe de mim
sinto -[te] correr para mim,
na vontade de unir os nossos corpos
quero [-te] junto de mim
sei que não virás [!]
© 1980 biquinha

beijos*

... }

sofia bordonhos disse...

compreendo-te bem ...
bem demais realmente é uma dor enorme ...uma dor impossivel de suportar mas a nossa alma está lá e ela diz-nos que à de passar, o tempo á de curar as nossas feridas e as emoçóes de agora mais tarde se tornaram em recordações.
Assim espero mas tbm o aconselho a ti.

paula disse...

Apesar de triste, lindo...
Mas na realiade, quem já não sentiu a dor da perda de um amor, mesmo que não fosse dessa maneira, sem ouvir, sem desculpas???
Tem coisas que deixam marcas... mas passa...
um grande abraço