segunda-feira, setembro 18, 2006

CONFISSÃO

mais1

(foto de BlueShell)

Ao longo de uma vida inteira
Não te dei senão breves momentos de felicidade!
Merecias mais:
Merecias o Sonho, sim...
Mas também merecias ter tido a Realidade!
Dei-te a ilusão...
Mas não me entreguei de verdade!

Agora sei disso... e isso me magoa.
Tu, se puderes, amor meu,...me perdoa!!!

33 comentários:

francis disse...

Shell, os amigos nunca se esquecem. Claro que não!
Um grande, grande beijo e muito obrigado pela tua amizade :-)

tito pereira disse...

Quem és tu blue shell? Quem és tu?

woman's secret disse...

Muito bonita e sentida esta confissão.
Beijos

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Há sempre um momento em que achamos que damos pouco, outros em que pensamos que demos demais...
Beijos e boa semana

Cris disse...

A felicidade mede-se por instantes, momentos, e por vezes a realidade não intervém, apenas o amor e a fantasia a inventam.

Ele perdoa, e tu, perdoa-te a ti mesma, antes de mais.

bjo
C.

Miguel disse...

Quem ama de verdade, perdoa sempre ...! Por muito que custe!

Boa semana!
Bjks da matilde

pisconight disse...

Eu uma vez ouvi alguém dizer:
_Já estou farto de te perdoar...

Quem ama sempre perdoa, mas até mesmo o perdão tem limites...

;)

pitanga disse...

"Ao longo de uma vida inteira
...................................
Dei-te a ilusão...
Mas não me entreguei de verdade"!

Mas eu sim, a vida inteira.

motormotor disse...

Bonito, este blog. As fotos são lindas e os textos....uma delícia!

Tania disse...

Diz-me la como se poe musica no blog... sff!
bjinhu

serenidade disse...

Minha querida, que tal perdoares-TE, depois disso acontecer certamente serás perdoada, o Universo trará até ti todas as oportunidades para que sejas perdoada por outrem...
Acredita, para que a vida progrida harmoniosamente devemos resolver, em primeira instância, todos os problemas connosco próprios, depois....tudo virá por acréscimo.

Um beijinho terno e sereno.

serenidade disse...

Minha querida, que tal perdoares-TE, depois disso acontecer certamente serás perdoada, o Universo trará até ti todas as oportunidades para que sejas perdoada por outrem...
Acredita, para que a vida progrida harmoniosamente devemos resolver, em primeira instância, todos os problemas connosco próprios, depois....tudo virá por acréscimo.

Um beijinho terno e sereno.

125_azul disse...

Fazemos assim: começas por perdoar a ti própria. Depois...
Beijinhos

António disse...

Querida I.!
Já não vinha aqui há uns tempos, mas vejo que continuas a manter o teu blog com um elevadíssimo nível de textos (quasi todos muito intimistas), quer em poema quer em prosa poética, de fotografias e de música.
Ainda bem que assim é pois espaços como este não são muito vulgares.
Agradeço-te a visita ao meu canto.
É sempre bom ver-te por lá.

Beijinhos

A Cor do Mar disse...

BShell ao abrir hoje o teu blog deparo-te com esta foto linda, linda linda, acompanhada por palavras igualmente verdadeiras.
Vejo o anterior e igualmente me fascinou a foto e aqui as palavras em duplicado, adorei o que li.
Parabens por estas 2 posts e fotos.
Beijinho;*

Armando disse...

Foi bom ter cá entrado hoje!! Além desta belissima musica que me elevou o animo, tanto...tanto, ainda tive o prazer de ler palavras tão bonitas que aqui escreveste... Isto é provavelmente um momento surreal a acontecer-me na noite!!!Bem hajas! (do coração)!

Wings disse...

Quando nos dão a ilusão... sonhamos.
Quando nos dão a realidade... acordamos.
O amor é feito de sonhos ,ilusões e muita pouca realidade,senão seria previsível e morreria, mesmo antes de se tornar realidade.
São os pequenos momentos de felicidade que nos preenchem o coração, neste assunto quando nos entregamos nem que sejam por breves momentos,únicos, sentidos e sinceros não há lugar a pedir perdão.

lampâda mervelha disse...

Confesso que não me confesso.

daniel sant'iago disse...

O que damos não tem medida...
Dá-se o que temos naquele momento da vida!

daniel

Ana Luar disse...

E pk do pouco se faz o milagre do muito... nunca estaremos satisfeitos com a nossa doação...

Beijo sentido pelo ombro amigo que me ofereces.

Femané disse...

Quanto sentimento de culpa…

NÃO!

Só não perdoa quem deixou de amar.
E se, para sermos perdoados, temos de nos anular
Então, será sempre melhor pensar.

kikas disse...

Espero que esta confissão tenha chegado aos ouvidos destinados, se não perdoou não te amava, quem ama não magoa.

Carmem L Vilanova disse...

O Amor Verdadeiro sempre perdoa... confia! :)
Bjs!

Tiago disse...

a felicidade sao os poucos momentos partilhados entre a ilusao e a imaginação de amar e ser amado.

o perdao é o amor que existe no coração.

bjs
Tiago

Amaral disse...

Ao longo de uma vida inteira há momentos doces e amargos, momentos que são alicerces do que tentamos lembrar como a realidade plena "daquilo" que somos...
Nada temos de perdoar quando o "caminho" é construído em conjunto...

Armando disse...

Se as minhas tão simples palavras, te elevaram o animo... as tuas, tão singelas e soberbas, elevaram-no bem mais alto!! Fiquei por longos momentos debruçado a segurar o rosto com as mãos, a ler e a deixar-me encantar com tão bela "melodia"!! Obrigada por me proporcionares tão belo momento!Obrigada ...Obrigada!! E... não é somente a ti, cujos dias ultimanente parecem querer engolir-te a alma... infelizmente...somos dois!! Adoro-te!!

Clife disse...

Por mais palavras que possa aqui agora depositar nenhuma seria como um abraço no silêncio, por isso deixo-te aqui...

um doce abraço.

aprendiz de viajante disse...

És apenas humana... raramente damos o que deviamos...

O teu blog é LINDO!
Um bjinho

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Feel this... just a blowing kiss...

Desambientado disse...

Faz tempo que não passava por aqui; falta de tempo mesmo.
Gostei muito desta tua confissão, doce como pareces ser.

Desassossego disse...

BlueShell, eu vivi assim durante doze anos, nunca me entreguei de verdade...e agora o que me magoa foi nunca ter tido a coragem de mais cedo assumir que o pouco que eu dava era muito para quem o recebia e que o pouco que me era dado não chegava nem um pouco... isto de dar e receber é muito complexo.
Perdoar?! Não existe culpa....

Um xi grande.

Um Poema disse...

Belos! Muito belos! A fotografia e o desabafo.
Um abraço

Diogo Ribeiro disse...

Infelizmente as entregas falsas, incompletas ou inseguras - mas sempre ilusórias - começo a conhecer bem demais. E apesar de estar no lado de quem as sofreu, também sei que há dor do lado de quem as causa. Mas há pouco conforto nesse conhecimento.

Abraços.