sexta-feira, dezembro 01, 2006

... sentir...

dessol22

(foto de BlueShell)

Vêem meus olhos para lá do acreditar...
E vêem metáforas floridas,
Outrora aves feridas
De tanto amar...

21 comentários:

Gaybriel disse...

Hum outrora aves feridas! e hoje como andam? Melhores?Sararam as feridas? Identifico-me com este pekeno texto...mas por vezes as feridas jamais saram...! Beijo grande e bom feriado assim como um bom fim de semana!

mulher rochedo disse...

Bom dia!
A luz sempre é presente quando a tua janela está aberta.
O amor sempre conforta quando assim tua vontade permite.
Deixa fluir em ti os rios da criação,para que estes possam te trazer a alegria de ser e de estar em harmonia com tudo que te cerca.
Tudo tem um porquê, nada está solto das mãos de Deus.
Ainda ontem, havia um certo vazio, hoje já não está mais aqui.
Alegra, alegra coração.
Há tanto ainda para descobrir...
Quantas estradas, quantos sóis e luas ainda brilharão em nosso percurso...
Desanimar é deixar de ser.
Um filho de Deus, por natureza, traz o encanto, a doçura, a alegria mais pura
em si pelo simples fato de ser quem é.
Alegra coração, alegra coração...
A vida ainda pulsa e as colinas ainda estão lá, tão verdes, tão entregues aos ventos mornos, as chuvas de outono...
Sente, é apenas gratidão, por ti, por mim e por tudo que tem nos acontecido neste caminho tão sagrado, tão real.

Bom feriado amiga , bjos

TONY, Duque do Mucifal disse...

Outrora? isso significa que estás a passar esta fase. Por vezes, quando menos esperamos a vida abre-nos portas...e por vezes descobrir uma nova amizade pode ser tão saboroso!

Jofre Alves disse...

Vim sentir e apreciar a tua qualidade e vou satisfeito. Bom fim-de-semana.

Um Poema disse...

Gosto das fotos e das 'metáforas floridas' que aqui encontro.
Bom fim de semana
Um abraço

Cecilia Cunha disse...

Adorei!
Belíssimas palavras que indicam uma nova fase, é bom ultrapassar aquilo que nos faz mal
Fica bem
Beijos

O Sibarita disse...

Olá Ana! Belo poema que sintetiza o estado de espírito da poetiza. Bravos!

Obrigado pelas palavras no nosso blogue, volte sempre...

abraços
O Sibarita

Marshall disse...

exlecelnte poema e ficou muito bom com a foto que escolheu,

bjs

Lúcio Balula Júnior disse...

Um Feliz Natal!!!

Januário Assunção disse...

Não serão essas aves feridas pedaços de alma!!? Almas partidas...de tanto amar..perdidas!

Peter disse...

"Dans l'amour il y a toujours un qui aime et autre que se laisse aimer"

Minha cara amiga, embora custe muito, terás de assumir que foste o (a) primeiro sujeito da frase.

Nestas coisas as francesas têm um bocado de experiência.

P.S.-Isto partindo da hipótese que o poeta não é um fingidor, com o que, aliás, o FP não concorda.

Femané disse...

A Vida é a coisa mais preciosa que podemos ter
A flor é da Vida sinónimo…
Mas florir… pode morte ser sintoma
E de já não haver quem… mas que sofria
E que outrora arte possuía…
A de saber amar.

TSFM disse...

Boa ...Restauração...

M.M. disse...

Olá BlueShell!
Espero que o estado de espírito esteja melhor.

Um beijinho:

M.M.

Isaac disse...

Ah... e quanto dói olha além... pelos olhos de uma poeta...

looking4good disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
looking4good disse...

Belíssima música, belas fotografias e poesia... é sempre um prazer passar por aqui. Feliz fim de semana.

Velutha disse...

bonita fotografia, boa música, palavras excelentes.
Beijinhos e bom fim de semana

Daniel Aladiah disse...

Querida Blue Shell
Ver para lá do horizonte... é isso!
Um beijo
Daniel

farinho disse...

Aves fortalecidas
agora curadas
de amores amaldiçoados
para viver novamente
amores abençoadados.


beijocas.

mind disse...

espero k ja estejam curadas =)
boa semanita*sssss