segunda-feira, junho 28, 2004

PUDESSE EU

...aparar os golpes com que a vida te fustiga, sofrê-los por ti...Seriam sofridos de bom grado, pois ver-te-ia a ti...FELIZ!

9 comentários:

pekenina disse...

sentimos sempre assim quando amamos, não é?

:-)

beijito...

Nilson Barcelli disse...

O que dizes é muito bonito e representa uma prova de amor incontornável.
Mas... (há sempre um "mas"...) esse caminho poderá conduzir à anulação, a menos que, do outro lado, haja reciprocidade.

Adorei o teu blog (nome, conteúdo e fotografia). Mas não fiquei a perceber muitas coisas (talvez da minha natural distracção) relativamente ao contexto do blog (local, pessoa, etc.).

No meu monitor a coluna dos posts fica abaixo do sidebar da esquerda. Isso talvez se deva à largura das fotografias que será maior que o espaço disponível. Para limitar a sua largura basta acrescentar antes das " do final da fotografia a expressão width=500. O número 500 pode ser +/- e talvez, no teu caso só suporte o máximo de 430. Experimenta e vê o que dá.

Obrigado pela tua visita (volta sempre).

Dream disse...

Não devemos tirar essa experiencia de via a outrem, Por muito boa que seja a nossa vontade ou intensao.. Penso eu de que.

Cump.

Manuela disse...

vim retribuir a visita, e encontro um agradável cantinho!!! Por cá voltarei!!!

:)

LetrasAoAcaso disse...

Acabaste de definir o amor no que ele tem de melhor.
Pq amar é dar.
Bjusssss

Alexandre Narciso disse...

Quantas vezes não o desejo... isso é amar
*A

Paulo disse...

O amor poderá passar por isso, mas isso não é amor. O amor quer-se dar e receber, a partilha do bem e do mal. Sofrer por amor, penso que não é amor...é apenas sofrimento, melhor dizendo, um amor sofrido.

Mordente disse...

e conseguiria ele suportar sabendo-te uma espécie de mártir, o exemplo da perfeita abnegação?

LetrasAoAcaso disse...

Amar parece às vezes ser tão dificil!!
Beijos Blue (sejas quem fores. Se me conheces, saberás que gosto de ti.)