quarta-feira, abril 27, 2005

RESTOS DE UM PASSADO

restos
(foto de BlueShell)

Passam as gentes...as marcas ficam!
Repousam serenas na memória dos ventos
Contam sua história...de Vida e de Morte...
Mas também aqui o Tempo
Não perdoa...e do esquecimento
Faz sua a coroa!
O momento captado, roubado ao
Tempo...esse permanece...
Tudo o resto....esquece!
Essa é a sua Sorte,
Seu Destino,
Seu Fado:
Ter sido...ter estado!

73 comentários:

wind disse...

Bonito poema. Mas o passado embora seja passado deixa marcas e podemos partir para o futuro:) beijos

Daniel Aladiah disse...

Querida Blue Shell
Sempre que vejo uma coisa antiga, imagino o dia em que foi inaugurada, algo que agora está abandonado já foi um projecto importante na vida de alguém... é fantástico.
Um beijo
Daniel

Amaral disse...

É muito bonito o texto. Mas sabes que a vida neste mundo físico é feito destas coisas. O Tempo, criado para nos ajudar a discernir e a orientar, encarrega-se de nos dar a ilusão do "ter sido" e "ter estado". Mas os momentos são todos criações nossas que não se diluem, antes engrandecem a Roda da Vida, onde Tudo Está, onde tudo pode ser experienciado!

O Micróbio disse...

E os líquenes tb são marca do passado!

TMara disse...

E algo + k n/ sei precisar, k fica inscrito na alma das coisas, pedras e outras. Bjs e ,)

AS disse...

B.Shell, tudo tende a perder-se na memória do tempo. Este lindo poema será mais uma página que fica de um passado, apesar de tudo, ainda tão próximo.

Um beijo grande

francis disse...

Folgo saber que estás melhor, Shell. Gosto muito daquilo que escreves (e não sou só eu!) certamente é o reflexo da tua alma.
Beijinhos :-)

Cakau disse...

Espero que a tua tristeza tenha passado e que te sintas com energia para continuar a vida.

Tal como dizes no teu poema, o passado foi "ter sido, ter estado". Agora é recomeçar de novo.

Força, BlueShell.
beijinho reconfortante *

JMTeles da Silva disse...

Já mexes, Conchinha? Bjocas.

Claudio Costa disse...

Em algum momento, o ser humano constroi estátuas, marcos de pedra, almejando a eternidade. Oh! vã esperança: até as pedras fenecem com o tempo. Seu orgulho e empáfia frente ao vento e à chuva, sob sol e poeira, tudo se esvai. Sobre todas as coisas o pó do esqucecimento se deposita lentamente... "in pulverem reverteris".

bin_tex disse...

Estavas doentinha Blue e não dizias nada?

A melhoras para ti!

Beijo

Bin

zebitor disse...

bonito poesia.......

Adryka disse...

Pois o passado, as memorias as saudades, é tão bom recordadr, recordar é viver de novo, gostei do teu blog, voltarei. Beijo

Pilantra disse...

A meu favor
Tenho o verde secreto dos teus olhos
Algumas palavras de ódio algumas palavras de amor
O tapete que vai partir para o infinito
Esta noite ou uma noite qualquer

A meu favor
As paredes que insultam devagar
Certo refúgio acima do murmúrio
Que da vida corrente teime em vir
O barco escondido pela folhagem
O jardim onde a aventura recomeça.

(Alexandre O'Neill)

Carlos a.a. disse...

O passado,o presente e o futuro são prisioneiros do tempo, mas não a vida, que existe sempre enquanto houver memória.

litle lucy disse...

lá vai ele... {o passado

é apenas isso ,
algo que passou
e nada mais interessa
a nao ser o hoje e o amanha

beijo meu,
rose*

Joaninha disse...

Tenho andado ausente deste canto, mas sempre que voo até ki fico perplexa a olhar p fotos, lindas mesmos, e as palavras sempre harmoniosas, formam uma orquestra vivida de sentimentos á flor da pele, eu adoro ler-te!
Desculpa é comentar poucas vezes, é a falta do tempo, pois ele passa e nós nem damos conta, ele corre corre como vento a soprar pelas pradarias, levando tudo e todos em grande algazarra!

Tem uma optima semana e continuação de optimos posts. ;)

Beijokas**

carlag disse...

Gosto de te ler.
Qt. às imagens, dou só uma opinião...Não perdiam, se lhes desses mais contraste.
Um beijinho

Carmem L Vilanova disse...

BShell amiga!
Acredito que o importante é "Ter sido...ter estado"... sempre somos ou estamos em situaçao de ser importante na vida de alguém... assim, de alguma forma seremos sempre lembrados (e também as coisas importantes)... e a lembrança de algo passado ou alguém importante é o que nos impulsiona para diante, rumo ao futuro, com certeza de que um dia também seremos a recordaçao de alguém... :)
Muitos beijinhos, doce amiga!
E que bom que já te sintas melhor de tua amigdalite.

Flávio disse...

Olá Querida Blue Shell! Só para saber se já estás melhor dessa amigdalite. Aqui há tempos também me coube essa sorte e em plena época de exames. Tinha duas amigdalas que mais pareciam bolas de pingue pongue. A solução não tem segredos nenhuns e é infalível: repouso, antibióticos, chá e muitos miminhos.

lique disse...

Gosto desta tua faceta de fotógrafa e poetisa. Nunca se sabe quando são as fotos que nos inspiram ou se apenas ilustram os textos. Mas está lindo. Beijinhos e espero que estejas melhor.

alfinete de peito disse...

O que vale é que o tempo nem sempre apaga a memória, especialmente daqueles que nos são significativos e que deixam a sua marca.
E não deixa de ser curioso que são essas marcas que nos transformam ao longo do tempo.

Beijos ;)

António disse...

Mais um poema ao teu estilo!
Eles são a tua marca que o tempo não apagará!
Jinhos

sussurros da lua disse...

E muitas da marcas deixadas por alguém que passou pela nova vida ficam para sempre em nós! Mil beijinhos!!

Azul disse...

O tempo corrói-me por vezes as palavras, mas desta vez não vou permitir que tal me aconteça. Não, sem antes de agradecer a visita e a cumprimentar pelo texto de hoje. Belíssimo. Gostei particularmente. Parabéns pela imagem tb. Um beijinho. Azul.

Pink disse...

Passado? Então Já era!! A vida segue em frente rumo ao futuro. Um beijo.

morgana disse...

Como eu gosto dessas pedras com história!! Ainda bem que estás melhor! beijocas

Mitsou disse...

Boa, já passou a maleita :) Lindos,os textos e as fotos. Beijo grande.

serpa disse...

o tempo muda tudo, ao gerar renovação cria esquecimento, ao passar para o futuro deixa um rastro de esquecidos momentos passados...

Vênus disse...

Olá BShell
Anime-se querida amiga, veja quanto carinho, quantas palavras lindas...Alegre-se por isso, na vida tudo passa, o hoje será passado amanhã, viva, seja feliz hoje!
BJS

c.b. disse...

bonito ;)
por onde tens estado?
as imagens revelam o lado rústico de um passado...


beijitos

Carla disse...

Há sempre algo que fica, nem que seja na memória ou impressa em palavras ou fotografias numa gavetinha que mais tarde se abre :) Espero que estejas melhor :) Beijo grande :)

Nilson Barcelli disse...

Há dias que não consigo deixar-te biscoitos porque dava erro quando tentava comentar.
Já vi que estarás melhor.
O Tempo é uma coisa tramada. Gostei deste post e do anterior (o da casinha velha).
Beijinhos.

kamarrad disse...

És linda... escolhes as palavras certas as fotos certas, há algo nos teus textos que me desperta...

lunar disse...

há algum tempo que não vinha aqui...mas soube-me tão bem, agora! Parabéns pelos textos e pelas fotos e pela música. apetece ficar. beijos

gato_escaldado disse...

grande escultor. o tempo. belo poema. beijo

augustoM disse...

Shell, gostei muito deste teu assunto poético, está bem conseguido. Quanto o perdurar o momento captado, roubado ao Tempo, é um bom tema para um dissertação filosófica.
Já está tudo OK contigo?
Um beijo. Augusto

concha disse...

Como se esquece?
Beijinhos

CPC disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
CPC disse...

Sem querer apaguei... ops!

As marcas vivem sempre na memória :)

Passei para retribuir o beijo e o abraço. O resto, só o tempo o dirá... Obrigada :)

c.b. disse...

querida conchinha,
sim, por onde tens estado? referia-me aos lugares de onde são as fotos que tens posto recentemente aqui...

eheheh ;)
beijinhos

Carlos Barros disse...

as memórias são isso, isso mesmo...são marcas...como as que ficam no nosso corpo...

as melhoras...enjoo lembra-me outra guerras...

c.b. disse...

hum... esclarecido :) foi apenas uma curiosidade e fiquei a saber onde fica o teu conCelho :p ... por sinal longe daqui de onde estou, de onde vivo...


as melhorzinhas para ti e bebe um chá por mim, é que eu gosto mas é dele quente e com este tempo já algo veraniano não cai muito bem... sim, aqui mais em baixo apitam os passarinhos e o sol raia quente por entre o azul do céu :)


e beijitos para ti

Angela disse...

As melhoras rápidas. :) O calor deve ajudar, não?

Anónimo disse...

A menina para além de escrever com a alma revela-se uma fotografa de excepção...Há um não sei quê de grito e de resignação...tal qual a velha pedra esculpida, resiste e persiste na existencia.

Um Abraço

Fadista Valeria Mendez,
do blog com o mesmo nome

Charlotte disse...

«Recordar é viver», já dizia Platão! Estás doente Bluezita?
beijinho grande* Melhoras*

stillforty disse...

Só vim saber se o cházinho fez efeito, ahahahah!!!!li no Klepsidra que estás enjoada. Já fizeste o teste? Será que estás grávida?
Comentando o teu texto, não preciso de chá nem sequer fico enjoada, gosto do final e da foto.
Beijos
Still

rajodoas disse...

Então amiga estás melhor. Essa coisa do enjoo não tem muito a ver com amigdalite, talvez com o pronuncio de gente nova. Seja como fôr a melhoras da
amigdalite já que a causa do enjoo não é doença. Agora, a sério. Isso pode ter a ver com a medicação para o combate à infecção da garganta que sobrecarrregou o fígado. Beijinhos e votos de rápidas melhoras.

Kapa disse...

Bonito poema. Gostei do teu blog, muitos parabéns.
Ilustras o blog com umas fotos expectaculares. O passado deixa marcas, e com elas se faz história, e com história aprende-se o passado para melhorar o futuro....

Kabum disse...

Nice one Blueshell...

sussurros da lua disse...

Olá! Então como estás? Espero que estejas melhor! Mil beijinhos!!

Aran disse...

Está magnifico... é assim mesmo! :) Obrigada pela visitas... um beijinho grande :)

BlueShell disse...

ESCLARECIMENTO: estou enjoada...mas é SÓ CRISE DE VESÍCULA, ok???
BLUESHELL

António disse...

Quem conta um conto...aumenta um ponto!
Daqui a pouco estavas com quadrigémeos...eh eh
E agora uma dietinha para ficares fina!
Jinhos

Anjo Do Sol disse...

Sei que tens andado doentita, pelos comentários que li no Conversas. Espero que estejas melhor. :)
Quanto à foto e palavras de hoje (e desculpa não poder ler os anteriores, mas assim não terei tempo de passar por todos os blogs, após esta ausência) devo dizer que todos nós somos feitos de Passado, Presente e Futuro. (questiono-me sempre da existência do Presente que na realidade não existe, pois tudo apenas já foi ou ainda será). E sem esse passado não seríamos nada. Não teríamos identidade, nem teríamos aprendido com as lições que a vida nos ensinou. Boas e menos boas.
Bjitos BS e as melhoras

isa xana disse...

o passado... às vezes quero apagá-lo mas no final ele sempre vence... mas sem ele que seria eu?

melhoras e beijito

MONALISA disse...

Já descobriste quem é o JM Teles da Silva? Beijocas

O Vizinho disse...

As melhoras da tua "bazicula", a da minha esponza já não a volta a chatear... foi direitinha para o balde do lixo do hospital na semana passada!

Ah, e obrigado pela contribuição para o aumento dos comentários no meu blog.
Estava mesmo a ficar desesperado.
Detesto ter muitas visitas e poucos comentários, fico com a sensação de que o que posto não está a agradar à vizinhança.

Bjinhos.

António disse...

Olha!
Se não gostas de chã, aprecias o chã-chã-chã?
Então põe um disco a tocar, dança e bebe uma tequilla ou lá como se chama aquilo!
A vesícula até agradece!
E dormes como uma santa!
eh eh eh
Jinhos

Confessionário disse...

O que nos marca será sempre imortal.
É como as pessoas que nos marcam. podem morrer, que nunca deixarão de estar vivas em nós. Jinhos

uivomania disse...

Só a propósito da crise de vesícula, uma receita infalível: 5grs de alcachofra + 5grs de boldo + 5grs de fumária + 5grs de hipericão do gerês; Ferver num litro e meio de àgua dois a três minutos, deixar em infusão dez minutos, coar e beber ao longo do dia, particularmente em jejum, antes do almoço e jantar. É amargo mas resulta na perfeição. Evitar laticínios, ovos, fritos e frutos àcidos. Bjs.

Gabriel disse...

62!
Beijinhos

Cris disse...

O Tempo corre veloz e as coisas... essas, perdem a sua beleza origenal, o seu ar de "dentro do tempo". Mas o Tempo se encarrega de as vestir em traje de passado dando-lhes a beleza da permanência e vantagem sobre o efémero!...

Voltei e cá estou eu deliciada com os teus textos!

Um beijinho blueshell, espero q estejas melhor!

AS disse...

OLá! Passei para saber se ainda estás a chá...

Um beijo e bom fim de semana

JMTeles da Silva disse...

Conchinha, gomita, gomita essa bilis infecta e lava-me bem o vasilhame. As tuas melhoras e desejos duma elegancia com que ambicionas, à custa da dieta forçada:)))).Bjocas.

H. disse...

gostei principalmente do final. mas no conjunto esta mt mt bom. :)

Litostive disse...

Está lindo Blueshell... Tudo... poema, foto...

Está tudo bem contigo amiga?

Um beijo...
Miriam

Litostive
http://litostive.blogspot.com

Stephen King disse...

Ao contrário do que se pensa, o tempo não cura necessariamente tudo. Pode suspender, mas não remedeia tudo.

Excelente conceito e ideia. :)

musqueteira disse...

As esculturas ficam além dos tempos. As memórias, as nossas desta viagem vêm, de quando a quando espreitar-nos. E por vezes acordam, em nós imagens adormecidas. Hoje, acordei com uma saudade imensa do meu Mehari...Com ele, eu aprendi a abraçar o alcatrão das ruas da vida- os trajectos das cidades. Que saudades desse passado.:)A saudade também pode ser colorida.

TMara disse...

Se estás a chás e não gostas só pode ser crise vesicular. Não mata mas moe demais. melhoras. Bj grande de f.s :)

pipetobacco disse...

{ ... que dizer de tuas palavras [] se nelas nos lavras [levas] a entender © exacto ... }

margarida_rr disse...

Blue, é sempre um prazer vir aqui. As fotos, os textos, e esta musica que adoro...é um escape vir ler-te, "ver-te, e "ouvir-te", noite após noite! O poema, como sempre, está lindo, e adorei o final. Parabéns! (e estás melhor? :o)) )Beijos!

Anónimo disse...

As marcas do passado nos servem de orientação para que não nos percamos no futuro... JBS