sábado, abril 16, 2005

SE EU TE QUISESSE...

seeu

(foto de BlueShell

Se eu te quisesse... ter-te-ia tido
E terias sido mais do que “alguém”...
Mais do que a noite que engole o dia,
Mais do que sonho e fantasia...

Mas não te quis...
[E, na distância, ecoa a dor
Que, não sentida, é só fingida...]

Se eu te quisesse... ter-te-ia tido
A toda a hora, a qualquer instante...
Num leito nosso
Com lençóis de linho...
Pleno de gestos
Tímidos...lascivos!
Carícias nuas
De preconceitos,
Suaves toques...
Leves gemidos...

Mas não te quis...
[Não o bastante para te ter
Como amor, companheiro
E amante!]

Se eu te quisesse...

19 comentários:

wind disse...

Bonito poema sobre o querer:) beijos

Charlotte disse...

O que te impediu... só o tu saberás... seja como for por vezes há escolhas que assim têm de ser...
beijokas e q a vida sempre te sorria, Blue*

Pink disse...

Se o quisesses mesmo era só teres aberto a porta ... Belo poema o teu! Um beijo e bom Domingo.

litle lucy disse...

nao basta so querer, nas também acreditar

um beijo doce
rose*

Anónimo disse...

..No teu olhar.

Quero alegria no teu olhar,
como réstia de vida , em teu ser...
O sol nos teus olhos a brilhar,
e serás a luz do meu viver...

Quero essa luz ... meu rumo de vida.
Estrela guia do meu destino...
Quero alegria , minha querida,
que me retire o desatino...

Nunca viverei sem essa luz ...
Sei de há muito , que és destino meu
pois tu me livras-te dessa cruz ,
que ao nascer ... a vida me deu.

Quero alegria no teu olhar...
Nossos corpos em doce união,
repara nos céus ... vamos amar
na mais deliciosa ilusão ...

Quero alegria no teu olhar...
Assim, bem juntos ... vamos sonhar.
(Antonio Zumaia
Sines – Portugal)

######## UM BEIJO DOÇURA, QUE SEU DOMINGO SEJA DE PAZ ######## APENAS EU !

Anónimo disse...

..No teu olhar.

Quero alegria no teu olhar,
como réstia de vida , em teu ser...
O sol nos teus olhos a brilhar,
e serás a luz do meu viver...

Quero essa luz ... meu rumo de vida.
Estrela guia do meu destino...
Quero alegria , minha querida,
que me retire o desatino...

Nunca viverei sem essa luz ...
Sei de há muito , que és destino meu
pois tu me livras-te dessa cruz ,
que ao nascer ... a vida me deu.

Quero alegria no teu olhar...
Nossos corpos em doce união,
repara nos céus ... vamos amar
na mais deliciosa ilusão ...

Quero alegria no teu olhar...
Assim, bem juntos ... vamos sonhar.
(Antonio Zumaia
Sines – Portugal)

######## UM BEIJO DOÇURA, QUE SEU DOMINGO SEJA DE PAZ ######## APENAS EU !

mad disse...

É tão bom sermos donos do nosso próprio destino.
Bjs para ti.
(obrigada)

TMara disse...

Excelente foto e belo poema sobre o amar e o querer. Bom ritmo das palavras ecoando a emoção. Bjs e bom domingo ;)

ruiluis disse...

querer ou não, só o teu coração poderá mandar e sentir...mas se mesmo assim, não querendo, guardas uma recordação bela e doce, já é bom e um dia terás a saudade de volta...beijos !

Vênus disse...

Lindo teu poema!
(Gostei também do poema
do Antonio Zumaia )
Bom Domingo!!
BJS

Anónimo disse...

Lindo Blue. ;)

Poetas Amigos

Laura Antunes disse...

Que as escolhas que fazemos sejam escolhas feitas com o coração. Abraço Laura

miss devil disse...

oi!
sera k ñ kiseste mm? sera k algo mais forte ñ te impediu?
jinhos

123de4 disse...

Por vezes o querer quer mais do que nós...Bj

Gabriel disse...

Seria isto arrependimento ou demonstração de força?
beijos

António disse...

Não quero, porque não sei, comentar poemas ou textos intimistas.
Mas como não posso passar indiferente, escrevo:
Muito lindo!

A propósito do "A cidade surpreendente": não deixes de ler os textos para além de ver as fotos.

AS disse...

B.Shell, O poema é lindo! Mas não sei se fala o coração ou a razão...

Um beijo grande

Aran disse...

"Querer e não querer" é sempre tão contraditório e nem sempre é transparente... Gostei muito! :) beijinhos

Amaral disse...

O não quereres isso, e quereres aquilo ou isto, revela que sempre tiveste a opção de escolha!
És livre para escolher o que de melhor houver para a tua elevação como pessoa!
Essa liberdade é genuína, não há nada nem ninguém que ta possa tirar!