quarta-feira, junho 21, 2006

Tranquilidade

cerej

(foto de BlueShell)

Se eu acreditasse na felicidade sem amor
Diria que és feliz sem mim...
E se tu pudesses sê-lo de verdade
Eu apagar-me-ia letra a letra
Como quem serena lábios gulosos
Ou extingue sonhos sonhados entre
Corpos sequiosos que se tocam
E depois se abrem em flor...

Mas não creio...porque
Nesse teu olhar sofrido
Vejo meu ser reflectido...
Mas sem luz e sem fulgor...

Fica tranquilo, querido,
Que eu não hei-de apagar
Nunca
Letra alguma...
Deste poema
De amor!

50 comentários:

BemSei disse...

Eu não creio nessa felicidade sem o dito [maldito] amor que nos traz em suspenso e , por vezes, quase nos derruba...


pequena blue...nada apagues...nunca!

pitanga disse...

Nem sempre podemos cumprir o que prometemos. Quem poderá nos dizer que após tanto tempo e tantas palavras não ditas ainda amaremos igual?

pitanga disse...

Suas cerejas parecem pitangas amarelas. Não são uma gracinha?
mais beijinhos.

indie girl disse...

muito obrigada pla visita ao meu espaço e pelos votos de felicidade no novo caminho...bj grande

nunocavaco disse...

As palavras ficam para sempre, esperemos que o verdadeiro amor se econtre e fique também ele para a eternidade.

contradicoes disse...

O amor por vezes é como as cerejas. Umas vezes amarga, outras tem larva.
Um beijinho do Raul

Flávio disse...

Obrigado pelo recanto de tranquilidade. Neste momento da minha vida, bem que preciso dela.

anrasaxa disse...

muito bom.. alias como sempre :)

pintoribeiro disse...

Sente-se. Boa noite, bjinho.

Alma de Poeta disse...

Gostei do poema, na verdade a felicidade só pode existir ao lado de quem amamos.
Um beijo

MH disse...

Sempre ao mais alto nível...
Muito bonito

Belzebu disse...

Dos lindos poemas de amor, não se devem apagar nem as virgulas!

Saudações!

serenidade disse...

Muito bonito e muito verdade.
Mas o que é a Vida sem Amor!
O teu blog é lindissimo.
Alma de poeta.
Beijos.

Um Poema disse...

O poema, só por si, vale a pena ser lido e meditado. Mas ganha maior ilustração ainda ao som do tema musical que lhe está associado.
Um abraço

Barão da Tróia II disse...

Pá isto é irritante, pra variar tá excelente.

MiguelGomes disse...

E as letras que se escondem por detrás de outras dão todo o sentido ao teu poema...

maresia_mar disse...

Um belo poema de amor não pode nunca ser apagado, nem modificado... mesmo que recordações tristes nos invadam por vezes, o amor vale sempre a pena.. Bjhs com sabor a verão

Ant disse...

Que belas laranjas que devem ser sumarentas e doces. Como este teu texto.
beijo

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

passado... lágrima de cristal no meu olhar...

beijos

agua_quente disse...

Um poema calmo, de amor "sabido".
Beijos

Desassossego disse...

acrescentar na esperança que a luz e o fulgor regresem... xi

Peter disse...

Um poema belo, sobretudo os últimos versos e uma foto que na sua singeleza nos transmite a ideia de "tranquilidade".

P.S.-Espero que tenhas apreciado a minha atitude em ter publicado no blog o email que circulou e espero que continue a circular, em defesa dos professores, esses "mal amados".

kikas disse...

Fiquei pasma.........
Poema lindo, lindo, meus parabens
A foto está expectacular.

Jo§e disse...

Poemas de amor...
Como seria bom que todos tivessem direito nem que fosse a uma pequena estrofe.

Um beijo

Thiago Forrest Gump disse...

Muito bem escrito. Este eu guardo aqui. :)

little_blue_sheep disse...

...já o devem ter dito antes...escreves bem, mto bem...
;)

Mendes Ferreira disse...

não...eu queria dizer que...o Piano estava aberto a comentários...mas só hoje...


amanhã volta a ficar fechado. sem comentários,,,,:)

obrigada-por me leres.

beijo.

Luna disse...

Como era bom que estes momentos e estas palavras nunca mudassem , fossem perpetuadas pela eternidade
beijos

Luis Carlos disse...

Blue Shell,

Primeiro, agradeço-te a visita que me fizeste ao meu blog.

Agora, o teu poema é uma verdadeira doçura, não consigo arranjar outras palavras.

Até já,
Luís Carlos

as velas ardem ate ao fim disse...

Eu nao sou feliz e sabes porque ninguem e feliz sem ter quem amar.
as vezes so me apetecia um abraço...

Rita disse...

Ola kerida amiga!!!
Espero k continues a tua vida como sempre até aki, mesmo com as tristezas e momentos menos bons...Vida há so uma e temos de vivê-la, ultrapassando todas as barreiras e desilusões k se nos deparam!!
Força, muita fora e muito carinho SO pra ti Concha Azul :)

Isa Calixto disse...

Olá conchinha!

Hoje um poema com mais "tranquilidade"...

Deixa correr assim teu amor
Enche-o da tua verdade...

Beijinho

Bruno António disse...

Essas cerejas deviam ser azuis!!!
Mas são vermelhas... porque o Benfica está na fruta e o FCP não!!!

Bjokas...

BÓLICE disse...

Tu tens uma quinta, não tens? Todas as tuas fotos parecem ser de um único lugar! Será? Deduzo que tens uma quinta... que gostaria de conhecer... será possível?

Vá lá e nada de depressões, oK?

BJK e intÉ

mar_e_sol disse...

A poesia fascina-me..."brinca-se" com as palavras dando-lhes um poder que a própria razão desconhece...já passo há algum tempo pelo teu cantinho, hoje resolvi deixar a minha assinatura ;)
Beijo!

Amaral disse...

A felicidade sem amor não pode existir, como sabes...
Por isso procuramos uma vida inteira a manifestação desse amor.
Mas o teu poema traz muita serenidade e muita confiança. E que bom sentires que jamais apagarás letra alguma destes teus versos...

Carla disse...

Tanta dor neste poema de Amor...muito bonito!

Natalie Afonseca disse...

Olá!!
Hoje decidi passar pr aqui e dizer que gostei do que li e do que vi!!
Voltarei!!
:)))
*

Pecaaas disse...

Gostei
bj e bfs
Pedro

Musician disse...

Amor é preciso!!
Um beijinho*

margusta disse...

Olá Blueshell,
...lindo poema de amor...um amor tranquilo!
Gosto muito da música!
Beijinhos e bom fim de semana.

lique disse...

Há certezas em nós, para lá das evidências. Este é um poema de amor tranquilo. Gosto.
Beijinhos

Daniela Mann disse...

Lindo, lindo, lindo, lindo...
Beijinhos

DE PROPOSITO disse...

Tranquilidade é bom, ela nos traz paz de espírito.
Fica bem.
Beijos.
Manuel

Lmatta disse...

Lindo poema
gosto.
Gostei da foto
beijocas

pitanga disse...

Blueshell, hoje, no shopping começou a tocar When You Kisse Me. Lembrei-me de você é claro. Vá à pitangueira. Há novidades!
beijinhos pitanga.

Blue C. disse...

Passo para um beijinho doce.

pitanga disse...

Quem me dera estar aí nesse verão para saborear essas cerejas, mas esse ano talvez só no Natal.

Isaac disse...

Suas palavras embriagam...

Há tanto escrito em nós pelas mãos do Amor...

Life disse...

Achei lindo...
Realmente, a felicidade somente se completa quando aquele que é verdadeiro está ao seu lado.

Um forte abraço!