domingo, outubro 29, 2006

Hora de Sofrer!

fim22

(foto de BlueShell)

E havia ramos e flores
Nas margens do rio...
Mas a triste concha, sem
Nada a perder,
Sem nada a ganhar
Deixou-se levar!

Agradeceu aos ramos
Que se estendiam
Para a resgatar!

Agradeceu às flores
As lágrimas que derramavam
Para a confortar!

Mas decidiu assim, a pequena concha:
Queria depressa atingir o fim,
Descansar em Paz...

Deixou-se morrer...
Nossa concha azul!
E repousa agora
Na margem do rio
Que a abraça e beija
E nela se demora
De tanto a amar,
De tanto lhe querer...
Como se cada Hora fosse
De esperança e não de sofrer!

85 comentários:

Velutha disse...

Minha querida
Não deixes morrer a concha azul. Provavelmente ela conseguirá renascer, readquirir o gosto pela vida agora que recebe o carinho do rio. Na vida nem as conchas sobrevivem sem amor, sem carinho, sem partilha, sem cumplicidade.
Beijinhos e bom domingo

doistons disse...

Continuo a sentir por aqui muita tristeza, muita desilusão, muito desânimo.Não deixes que estes sentimentos tomem conta de ti querida conchinha azul. O rio encarregar-se-á de te devolver à vida.
Beijinho doce e terno

Angela disse...

Quem sabe se o sofrimento não vai proporcionar um conhecimento mais profundo e permitir que o coração veja a realidade de outra forma deixando-se conquistar por uma nova esperança?

Beijo grande.

mulher rochedo disse...

ola
Desejo.te um bom domingo e deixo mtos bjos .

sónia disse...

já ouviste falar de respiração boca-a-boca?
..é capaz de ressuscitar a conchinha mais exusta...;)

http://suinoecultura.blogs.sapo.pt disse...

Hoje é dia de comentar, por isso aqui estou. Ao contrário do que escreveu, parece-me que a concha renasceu para a vida e agora está envolta pelas margens do rio. Se bem que ainda estou a matutar nas palavras que deixou no fim... Raios, se ao menos eu fosse um tipo esperto compreenderia melhor o que quis dizer. Prometo que para a próxima venho aqui um pouco mais inteligente, mas não muito, só mesmo o suficiente para entender o que escrever. Volto noutro dia depois do lanche porque antes quero ver os desenhos animados. Obrigado.

Sindarin disse...

Olá querida e adorada amiga! Se o rio te ama aproveita se os ramos se estendem para te abraçar agarra-os e vota à superficie, vê a luz do dia...afinal cá fora está um dia lindo e as flores já não choram sorriem ao ver-te chegar, tal como eu te saúdo e aplaudo a tua força por resistires. Boa semana amiguinha e lembra-te k todos nós te amamos mto, mesmo k outros ñ saibam ver a preciosidade k és. Beijinhos doces.

Peter disse...

"(...)repousa agora
Na margem do rio
Que a abraça e beija
E nela se demora
De tanto a amar,
De tanto lhe querer..."

Não é uma concha azul a mais no mar. É uma concha única, porque é azul e na margem do rio não passará despercebida. Se este já está enamorado dela ...

AS disse...

O oceano precisa de todas as conchas!...
Principalmente das conchas azuis que lhe dão a magia da cor!...

Abraço-te!

blugaridades disse...

Uma concha perdida, só uma , não deixa de ser uma perda.Olha como o rio te afaga, te beija, te acarinha... Regressa à vida amiga. Fazes falta no oceano que pintas com a cor do céu.
Beijinhos

**Chronicles/Arclight** disse...

é só beleza k este teu espaço emana
devo reconhecer
as fotos são duma beleza sublime!

a poesia é linda
adorei ler-t
envolves mtos sentimentos

belas palavras cm sempre
bjos daki amiga*****************

collybry disse...

Quando atristeza, e desilusão acontece, faz fechar nosso coração...Beijo doce, Cõllybry

farinho disse...

Então concha azul! pensei que por esta altura estaria mais animadita.

Força, não se deixe ir abaixo por esses sentimentos.

Boa sorte e Beijocas.

Betty Branco Martins disse...

Querida BlueShell

O nosso querido amigo Frog tem toda a razão - as conchas azuis fazem falta no mar - delas vem bela cor...

Porém, adorei o teu poema

Beijinhos
BoaSemana

Endless... disse...

Nesta vida, existem horas para tudo!

Lindo poema!


Beijinhos

contradicoes disse...

Todas as horas
podem ser para sofrer
desejo-te as melhoras
que tu hás-de vencer

mixtu disse...

não há horas ou momentos de sofrer

não há...

beijos europeus

ABS. disse...

no beijo das águas... repouso manso e admirável.

bjo grande.

E OBRIGADO pela visita no meu blog!

Um Poema disse...

E, nas horas de sofrer, o beijo das águas, que nela se demoram, não farão que se tornem em horas de esperança?
Um abraço

Daniel Aladiah disse...

Querida Blue Shell
Um belo poema, cheio de sentires...
Um beijo
Daniel

Anónimo disse...

ca estou eu novamente... ñ podia deixar de passar por ca para ler os teus poemas lindos! como sempre...triste mas lindo. espero k estejas bem,e k "deus" te de muitos e muitos anos de vida para kontinuares adoçando as nossas vidas com estes maravilhoses poemas...xau e mts bjs!

nuno disse...

...estou triste...sinto falta da concha azul...

pensamentos_vagabundos disse...

sofrer:(
beijo vagabundo

Petui disse...

acho que a concha azul é demasiado forte para se deixar morrer assim..

*

pitanga disse...

Entregou-se, a Concha Azul. A quem? A quê? Ao recomeço!

beijos de bom dia

Trivialidados disse...

O poema é lindo, mas o que é isso? Nada de sofrimento, vai á luta.

serenidade disse...

Assim tem de ser... ter muita Esperança e deixar-se AMAR pelo que existe à nossa volta, não sabe como a natureza nos ama e nos dá carinho, ternura, alimento para a alma e para o coração.

Um beijinho sereno.

Barão da Tróia II disse...

Passei por cá para desejar bom fim de semana e dizer que adoro o teu blog.

agua_quente disse...

E eu aposto que a concha azul vai renascer para a vida. Está só a descansar.
Beijos

peciscas disse...

As conchas podem viver para lá da sua própria vida.
Ainda hoje nascem para a luz do dia conchas que vestiram seres que já morreram há milhões de anos.

Gaybriel disse...

Muito bonito e profundo!Adorei sem dúvida alguma! Voltarei...Para já um beijo no teu olhar!Gaybriel

Plum disse...

É bonito...mas também um pouco triste...mas imagino que a concha azul volte mais bonita que nunca!*

125_azul disse...

Queconchinha tão triste... até o azul está um pouquinho desbotado...
Beijinhos

Tinoca Laroca disse...

Pois eu digo à conchinha azul: tu não queres morrer. Com uma mesa farta, com tanto à tua disposição, com tantas flores e ramos te querendo, tu não queres morrer. Porque olha conchinha, eu vi um peixinho morrer porque estava doente, ele olhava para a multidão de sabores que o mar lhe oferecia, mas como vomitava tudo por estar doente acabou morrendo olhando para o tanto que poderia comer mas que não conseguia.
Tu conchinha, tens tanta coisa, não cuspas nas flores, nos ramos, porque falas com a voz do sofrimento e não com a voz da verdade.
VIVE, VIVE CONCHINHA e ENTREGA-TE a CRISTO, ELE te encherá o que procuras e não encontras.
God bless you.
T.

Femané disse...

Blue Shell,

A concha deixou-se morrer
Qual eutanásia…
Libertação dum sofrer

Que não aguentou
A indiferença p’rá diferença sua
Que ninguém amou

Foi uma história bonita enquanto durou
Aquele amor arrebatador
Que findou

Tanta concha azul que por aí há
Feridas por sentimentos de recusa e de obstinada culpa
Que vêem na diferença… coisa má.

Secreta disse...

Todas as horas são de esperança , se assim permitires...
Beijito carinhoso.

sentidos disse...

Sentimentos tristes e desiludidos correm-te na alma...palavras de amor de dor assolam o teu coração. Que sabor teria o amor sem sofrimento...e a esperança de um dia voltarmos a ser amados???

Um bj sentido

Nilson Barcelli disse...

És uma desmancha prazeres do caraças...
Tinha-te dito que a concha azul chegaria sã e salva ao mar e tu resolveste matá-la...
Bem, ainda estás a tempo de dar a volta ao texto. Um qualquer príncipe encantado que ia a passar achou-a tão bonita que lhe deu um beijo...
Depois já sabes como a salvas...
Um beijo.

Lua disse...

"Nunca desistas dos teus sonhos. Segue os sinais" in O Alquimista, Paulo Coelho

Algo que sempre me inquietou no conceito de fim Blue Shell, foi a impossibilidade de saber o que poderia vir depois. Tudo o que fica por saber, por dizer, por ouvir, por escrever... Tudo o que fica por acontecer. Sou demasiado curiosa para aceitar a palavra fim. E tu? ; )
Beijinhos

Miguel disse...

"Que a abraça e beija
E nela se demora
De tanto a amar,
De tanto lhe querer...
Como se cada Hora fosse
De esperança e não de sofrer!"

Um Bom Feriado!
Bjks da Matilde e Cª!

mulher rochedo disse...

ola amiga

Desejo-te um feliz halloween e diverte-te mto esta noite, cuidado com as bruxas e os gatos .
bjocaS e bom feriado

DE PROPOSITO disse...

Um poema onde a concha é simbologia de um amor perdido que feneceu.
Fica bem.
Manuel

Nilson Barcelli disse...

O que comentei não carecia de comentário no meu blog.
Beijos.

António disse...

Querida I.!
Gosto do poema, gosto da foto (como de costume, aliás), mas não gosto do estado depressivo que deixas tranparecer nos teus últimos posts.
Nem do que deixaste no meu blog:
"Foi apenas mais uma concha que se perdeu! Quem sentirá a sua falta?".
A vida é feita de coisas boas e más: as más são para esquecer, as boas para recordar.
Beijinhos

pandora disse...

Faz o teu luto, fazemos ambas... se soubesses como me visto de negro por dentro!!

Mas depois levanta-te e abre a tal janela, deixa entrar o ar e verás que dias melhores se avizinham.
Beijo grande :)

Fernanda disse...

Parabéns! O seu blog é lindo, poético e muito criativo. Amei.

um grande beijo!

Deus te abençoe!

}}cleopatra{{ disse...

Pode até descansar... morrer...
Mas um dia...
Voltará a renascer!

Beijo soprado

rui disse...

Olá BlueShell
Estou no teu cantinho.
É um bom sítio. Cheira bem
Tem água, tem terra, cheira a terra molhada
Tem letras, tem palavras, sente-se a poesia
Tem imaginação, tem sonhos, sente-se a magia
Tem a presença de alguém sensível
A blueshell

Saudações da Madeira
Beijinhos

Rui disse...

São resistentes as conchas. Por muito que fiquem no fundo, um dia a corrente levanta-as e regressam à praia.

Sei que sim.

pisconight disse...

Linda,
Tdas as conchas são levadas pelas águas e todas elas passam por inumeras aventuras... através dessas aventuras aprendem que não há nada melhor do que a vida, as suas peripécias, as suas coincidências, a sua cor, a música (mesmo as tristes como esta), o cheiro a terra molhada (principalmente depois de uma forte chuvada), a amizade, a legria, a tristeza, a reconciliação, as descobertas, ... tudo aquilo pelo que passamos enquato por cá andamos.
Sê feliz e anda sempre para a frente...
Fica bem.
;)

Nokinhas disse...

Gostei do poema e da foto mais uma vez lindissima...
Quem sabe esta concha depois de percorrer um caminho de dor e sofrimento nao vai encontrar a Felicidade?! Eu acredito que sim... Uma concha que escreve assim e demonstra um coração cheio de amor... a vida só pode ter lhe reservado algo de bom!!

Beijinho grande e fica bem!

Inominável Ser disse...

Inomináveis Saudações, Blue Shell.

A concha daquele Iniciado Agonizante realmente não fará falta nenhuma. Era uma concha toda seca, toda acabada, toda destruída em si mesma. Existem muitas conchas assim em nosso mundo real. Mas, no mundo da ficção, que é apenas um espelho do mundo real, o visualizar das conchas essencialmente partidas é mais natural e profundo. A concha azul está perdida para muitos. Qual aquele que melhor sabe onde encontrá-la abaixo dos mares de conchas secas, acabadas e destruídas em si mesmas?

Saudações Inomináveis, Blue Shell.

wind disse...

Faz a pausa que necessitas , mas depois volta e verás que vens com muita força, porque o que não nos mata, fortalece-nos!
E sim, fazes-nos falta:)
beijos

Annie do Japão no Brasil disse...

Seu blog me surpreendeu! Adorei! Continue escrevevendo! Sou bipolar,quando estou euforica, a escrita vem... as vezes nada vem. Estou no Japão. Sempre passarei por aqui, beijos

henrique doria disse...

Um pedido: legenda estas fotos lindíssimas. Beijos.

Cris disse...

E então da concha azul na margem, saiu uma Fénix, de plumagem feita de safira e ouro, e cantou tão alto que todos os anjos a ouviram, e voou tão alto que viu o mundo com cores diferentes e sorriu. Entre os seus olhos sábios e antigos estava incrustada a concha azul que lhe deu vida. É o que espero que aconteça a conchinha azul, Bshell

Um beiinho Grande

Cris

amita I disse...

Olha! Repara que por entre a ramagem das árvores o sol te espreita ansioso por iluminar as belas tonalidades de azul da tua concha.
Um bjinho e deixa o sol entrar.

Desassossego disse...

Quem irá sentir falta da concha azul?! Eu...
Mas a concha azul está a descansar respeito o descanso e aguardo pela hora do renascer... porque a hora é de esperança...
Beijo doce...

Alvaro Gonçalves disse...

Oi meu anjo,

Perguntas-me em meu cantinho, quem irá sentir falta, muita e muita gente, pessoas como tu e eu.
Eu decerto sentirei falta, meu anjo.
Desejo-te um bom feriado e um resto de uma boa semana cheia de luz em teu coração.
Bjokas mil e xi - corações.

Marco António disse...

Um mar de reflexão com o amar no interior da concha azul.

Abraço,
Marco António

Eu, sem mim disse...

Apesar de triste gostei muito do teu blog. E as fotos são fantásticas.

Bj *

magarça disse...

Não feches a tua concha às pequenas alegrias da vida. bjs.

Su disse...

deixo.te jocas maradas de conchas azuisssssssss

Friedrich disse...

As horas vão sempre passando, com todos os minutos e segundos observando-nos cada sofrer... Mas há sempre um mero e escasso segundo para o esquecer e voltar simplesmente a viver, mesmo que dentro de uma concha, seja azul ou multifacetada que nos faça realmente viver, porque a esperança nunca desistirá.

Gostei muito. Deixo um beijo meu

Tiago disse...

Ums vez Azul serás sempre azul, quando uma cor nasce dentro de uma pessoa nunca se extingue. Por isso a comcha azul é a concha azul e nao morre como podes ver por todos estes "amigos" que te querem e nao te deixam partir.

muitos beijinhos Blueshell a concha que é diferente das demais pq é azul
Tiago

Tino disse...

:) gostei mesmo muito destas palavras! Acho que vou até ler de novo... :) Uma boa noite para ti!

dreams disse...

eu sinto...

mas também... quem sou eu...
apenas um sonho...

um beijo doce *
“·.¸Dreams¸.·”

http://suinoecultura.blogs.sapo.pt disse...

Hoje é dia de comentar, por isso aqui estou. Não será já tempo de viver? Claro que é, logo já está atrasada, ah pois é. Vá lá, hoje é um novo dia e bem propício para tratar de ser feliz. Volto noutro dia depois de jantar mas antes da sobremesa. Obrigado.

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

muito bonito e intenso...

Ando sem tempo e a fugir
Mas vim desejar-te
Um dia a sorrir...

Beijos e bom fim de semana

Bruno António disse...

Sofrer... sofrer... ng está livre de sofrer...
BjoKas...

White Angel disse...

Todas as horas devem ser de esperança, TODAS!!!!
Beijos com carinhos...

vida de vidro disse...

Há horas de sofrer e horas de renascer para a vida. Eu espero que a concha azul renasça. **

:LmS: disse...

Vim ler o remate da façanha da já famosa concha...
Hum, creio que este não é ainda o grand final.. é???
Beijinho!!

anjoedemonio disse...

hoje não era o dia ideal para aqui passar!

a música mexe comigo! o sofrimento está comigo!!!!

mas a esperança não me pode deixar!!!!

Sindarin disse...

Olá amiga! Mais um beijinho de ânimo te deixo e votos de bom fim de semana.

Sandra Daniela disse...

... e que cada hora de sofrimento, venha sempre uma réstia de Esperança!
Porque sofrer, faz doer...
porque sofrer, faz cada ser aprender...

Aprender, a viver!...
Bj grande

Delfim disse...

O blogger é asssim: novo endereço


http://sabormar.blogspot.com/


http://sitio-palavras.blogspot.com/

Anónimo disse...

Estou simplesmente "apaixonada" pela poetisa que é!!!
Eu estava "navegando"...e do nada...me deparei com sua página...
Tomei a liberdade de me achar tb em seu poema..."Quem sou"...claro que com sua devida autoria...
Abraço!!!! Li.

Chuva de Sol disse...

Tão lindo e tão triste...
FORÇA!

Lord of Erewhon disse...

Queres ser masoquista?... ouve isto!
:)=

1975

Hawkwind-The Golden Void Part II
http://download.yousendit.com/8A4D0D16368597F3

Hawkwind-The Wizard Blew Is Horn
http://download.yousendit.com/177781D1433A8755

Hawkwind-Magnu
http://download.yousendit.com/60DEFDD92D7BA90A

Hawkwind-Standing At The Edge
http://download.yousendit.com/967871131A545197

Hawkwind-Warriors
http://download.yousendit.com/345E79256CC80746

1997

Hawkwind-(live)-Wheels
http://download.yousendit.com/0EEBF6350A568B1F

NOTA: SÓ DISPONÍVEL NOS PRÓXIMOS 7 DIAS.

amadis / pintoribeiro disse...

Um bom dia, apesar de tudo.

mulher rochedo disse...

"O valor das coisas não está no tempo em que elas duram,
mas na intensidade com que acontecem.
Por isso existem momentos inesquecíveis,
coisas inexplicáveis e
pessoas incomparáveis".

(Fernando Pessoa)

Bom fim semana amiga e bjocas

Mário Rui Santos disse...

Mas o rio cresce.
E aqueles que na margem,
Teimam em repousar
Numa calma parada,
Sem resistir,
Na corrente viva
Se deixaram ir.
Para outras margens
adiante abraçar.
E aí de novo...repousar

Pierrot disse...

Felizmente já li o epílogo, ou pelo menos a reviravolta da tua concha azul, caso contrario ficaria aqui sentado, meio tristonho!

As vezes entendo também que é preciso repousar para renascer de novo ;-)

Bjos daqui
Eugénio

Miosotis disse...

Continuas a exprimir um belo sentimento d'alma e tens uma facilidade espantosa de pôr em palavras o sofrimento/fingimento de poeta.

A concha continuará azul... apenas mais fechada.

A fotografia é lindíssima!
Esse tronco de árvore com suas raízes todas 'desventradas', uma metáfora perfeita!

Mt sensibilizada pelo teu olhar poisado em meu espaço azul cor de miosótis.

Bjs