sábado, fevereiro 19, 2005

AS PALAVRAS

sos

(foto de A. Vera-Cruz)


- Não! Não quero mais escrever.

- Porquê? Que tem?

- Tem... que escrevo letras como quem rasga a pele ao passar pelas silvas...e escorre palavras como sangue que brota de feridas abertas. E a cada letra... novo rasgo...agora na alma...Não! Não quero mais escrever!
Vês agora o caminho? Escuro...
E cada palavra encerra um medo do nada que eu desconheço.
E a cada passo me embrenho na dor que eu própria teço...
Não...não quero mais escrever...

52 comentários:

Mordente disse...

Olá, pequena...
sabia que te encontrava aqui! Um beijo...

litle lucy disse...

:o grande visão do Mocho:x
lolol

quero partilhar algo contigo
" Ainda não percebo esta necessidade estúpida
que tenho de pensar por escrito,
ainda mais pensamentos sem nexo ou utilidade.
Levo também uma obsessão pela solidão

praguejo com o cigarro nos lábios,
absorta por uma luta inglória com o vento e com o isqueiro.


"Conta-me estórias
que ainda não vi"
Agora que pousas a cabeça
sobre o meu colo
respiras satisfeito


"Logo contas-me estórias,sim?"
Olho pela janela
e não vejo vida
passou a minha hora
passou a minha hora
passou a minha hora


"Conta-me estórias
que ainda não vi"
Repetes
satisfeito

Levanto-me
saio
nunca mais me vês


Ainda não percebo esta necessidade estúpida
que tenho de pensar por escrito"

um beijo Rose****

P.S. Muito obrigada pelas tuas visitas no meu cantinho e pelas tuas palavras
:)

R/B Estação disse...

O caminho pode ser escuro, mas nao o atravessas sozinha! Muita Força!
Um abraço e bom fim de semana.

Micas disse...

O caminho pode ser escuro, mas acredita que haverá sempre Luz no final. Beijo grande

O Cavaleiro disse...

Querida Blue, estou cá a visitá-la
e deixar meu enfático BEIJO de sábado!
"Arrepia-me as carnes e meu coração assombra...
A corromper-me as virtudes"
By! By!

Pintelho disse...

Eu sei que não vais deixar as palavras...
Não vais, não!

AmigaTeatro disse...

Se, hoje, não queres escrever, então não escrevas. É melhor do que ganhar ódio às palavras...

Beijinho :)
AT

Lyra disse...

A escrita é como o amor.
Alguns amores chegam e derrubam portas, outros entram como uma brisa pela janela e outros ainda arranhando a pele rasgando as vísceras.
A minha escrita arranha a pele rasga visceras tantas vezes.
A tua parece-me tambem que sim.
Mas podes sempre sempre tornar esse amor mais suave, como uma brisa que entra pela janela.
Assim talvez não te doa.

erü disse...

E quem sabe se tais palavras que na pele sulcos de sangue te abrem, não te poderão sarar feridas que ao corpo material não pertecem..? Não estejas em baixo, blueshell... em cima está mais quentinho... estou cansado deste frio cá do fundo! Beijinhos*

antonio disse...

NEM PENSES NISSO, OUVIS-TE?
Deixa-te lá de tretas e toca a dar ao dedo. É UMA ORDEM, ai a menina!

Um abração do
Zecatelhado

JPD disse...

Olá BShell
O problema, amiga, é que quem chega a esse ponto, como tu chegaste, há-de continuar a escrever e a fazê-lo cada vez melhor. Não se redigem textos assim sem experimentar uma poderosa necessidade de editá-los depois de desenhado no papel.
Bjs

Menina_marota disse...

Mas, tens que escrever!

Desculpa lá! Para além de ADORAR o que escreves, tens outra obrigação... ora vê lá, no trabalho que me meteram...

E, não é que eu estou a votos?

Quem haveria de dizer...

Ora aqui estou eu...

Em tempo de eleições, vote no "partido" que melhor o compreende, que lhe dá cultura, que não se esquece do autores portugueses e, que acima de tudo, lhe proporciona momentos felizes...
por isso, vá a

http://peciscas.blogspot.com/

e vote, em mim... Menina_marota
como o Nik com mais "pinta" da blogosfera...eheheh

Meu manifesto em:

http://eternamentemenina.blogs.sapo.pt/

Um beijo e um :-)

isa xana disse...

se não querendo escrever escreves desta maneira, se o quiseres... nem quero pensar como será a escrita=p
jinhu
brigada pela tua visita:)

Carla disse...

Continua a escrever assim... Beijo grande :)

Pecola disse...

escrever faz bem à alma

AdéliaTheresaCampos disse...

Perguntou-me de quem é a voz a falar em ti. Junto à voz do verdadeiro artista há sempre o sopro do sagrado. Tive esta impressão ao ler teus versos, quase todos falando do anseio. É d'Ele o querer amar-te. É tua poesia a querer amá-Lo. Beijos, carinho.

Anónimo disse...

E quem disse que é fácil escrever Blue? Não é não! Escrever com genuidade - tentar pôr nas palavras o fogo, o vento, a água... e até o "inferno" que nos assola o espírito por vezes, não é fácil - mas, minha amiga, o pior é não escrever-mos... ficamos "queimados", "doentes", "moribundos", perdemos a chama da comunicação! Portanto, vê lá se deitas cá para fora tudo o que te passar pela cabeça e alma... mesmo que pareça de loucos! Beijinho

In Loko

Anónimo disse...

Muito do que fazemos implica riscos. Cabe-nos optar ou não por enfrentá-los. O (auto-)conhecimento, a (auto-)aprendizagem, o (auto-)amadurecimento também se fazem através ou a partir da dor. Também se fazem a partir de rasgos na alma. De chicotadas emocionais. De dores físicas. Podemos desfalecer ou não. Se a escrita é bálsamo ou catarse ou o que quer que seja, cabe a nós decidir. Mas que a decisão seja "boa". Que a decisão seja a melhor e não, por exemplo, ficando sem a escrita (essa, a tal), ficamos também sem nada. Um vazio de nós onde nem dor nem nada caiem onde quer que seja.

Beijinho,

Sandra
(http://www.void.weblog.com.pt)

TMara disse...

(in)Confidência:) desde menininha k escrevo.Nunca + esqueci minha mãe, marcada pelas mortes /suicídios dos românticos dizer-me: "N/ queiras ser poeta filha! Os poetas saõ infelizes!" Respondi-lhe qq coisa como: " mas n/ é por serem poetas mãe!" POPis é: a escrita resagata-nos ainda k mtas vezes sangre. Toda a água ´+e redentora, labva a alma, memso as lágrimas. Segue o teu caminho e...já agora abre os olhos. Esqueceste-te! Por isso pensas k está escuro :) Bjs e ;)

Anónimo disse...

;) Blue, desejo-te uma boa semana. ;) ***
http://poetasamigos.blogs.sapo.pt/

wind disse...

Mas escreves;) A escrita faz bem à alma:) bejos

Carmem L Vilanova disse...

Blue, querida!
Sei a dor que levas em teu coraçao! Sei que às vezes te sentes sufocada, com vontade de desaparecer e deixar tudo, abandonar as letras mas... tem em mente que as palavras, quando expostas, podem fazer-te bem... Ocultá-las dentro de ti pode fazer crescer esta sensaçao de angústia, de desespero, de falta de vontade - digo isso pensando em ti, mas se me permites pensar em mim um pouco, como ficaria sem ler-te? Seria cruel, já se vao muitas perdas neste nosso mundinho, perdas de pessoas queridas e amigas que silenciaram e nos deixaram sentindo-nos órfaos, sem ao menos um adeus! Nao quero crer que serias uma a mais!
Espero e desejo que estejas bem, querida amiga!
Muita Paz! Muita Harmonia e Muito Amor para Ti!
Beijinhos!

almaro disse...

Blue, porqu esei o que sentes, rrescrevo palavras já escritas e lidas:

"rasgar as palavras...

Há palavras que enganam e tomam a forma de um Mostrengo do tamanho de um sentimento. Espelhos distorcidos com a força de um vento.
Há palavras que mentem, matam, definham, vestem-se sujas, escarradas de dor sem alento.
Vou rasgar cada uma, letra a letra e soltá-las, esquecidas no Tempo"

eduardo disse...

Belo apontamento, Blue Shell, mas
nunca ficarei preocupado se não escreveres. Basta-me ler o teu olhar.

Deixo um beijo colado ao meu carinho quando aqui passo.

BlueShell disse...

EDUARDO? E como poderás tu 2Ler no meu olhar"??? Obrigada pelas tuas visitas...não consigo encontrar-te, por isso te respondo aqui...
Habitualmente não o faço. Um jinho, BShell

E aproveito para agradecer a todos quantos aqui passam e me lêem...e deixam palavras de conforto e de esperança. É com carinho que a todos agradeço.
BLUESHELL

armando disse...

Não escrevas então.
A escrita é tanto uma ferramenta para por ordem nas nossas ideias como uma enorme ilusão.
De vez em quando é bom parar e nada dizer, apenas ouvir e sentir...

Daniel Aladiah disse...

Querida Blue Shell
Como compreendo que não queiras mais escrever... é bom sinal... jamais te livrarás de o fazer. Perderias parte de ti. Escrever faz parte da tua matriz, por isso podes dizer o que dizes. Mas não te esqueças que melhores dias virão. E o prazer de descreveres uma felicidade renascida não poderá ser contido.
Um beijo
Daniel

sotavento disse...

Queres escrever, pois! É que, de vez em quando, a gente precisa de sangrar!... :)

Aran disse...

Palavras cheias de força onde a imagem a enaltece e reforça-as! Gostei muito! beijinhos

MONALISA disse...

Há dias assim...mas felizmente passam. Beijo

O Cavaleiro disse...

Passando rapidamente, deixando o meu BEIJO enfático de domingo. Estou com post novo, quando puder passa lá!

Confessionário disse...

Li no blog da carla das "papoilas" o que se passou há pouco tempo. Desejo-te muita força. Gasta as palavras como quiseres, mas não deixes de deitar para fora o que sentes. É a melhor forma de sentir. Ele vai gostar de te ouvir!

Mestrinho disse...

confesso, sinto-me bastante bem por aqui.. É por vezes sinto pouco vontade de escrever, por outras parecem-me fugir todas as palavras que penso para um papel. A minha vida está relatada em papel, no lado figurativo escondo a minha alma. Fujo nem sei do que... Mas no fim esta é a minha forma de reencontrar-me. Sinto-me verdadeiramente bem aqui.
Bjos Blue shell

ruiluis disse...

escreves muito bem e vais continuar a escrever assim...gostei imenso !

meialua disse...

Escrever faz bem á alma, e é uma forma de desabafar, mandar para fora, partilhar sentimentos.
E tu fazes isso muito bem.
Beijinhos e uma boa semana*

O Micróbio disse...

Cada palavra tua parece um punhal...

Menina_marota disse...

Passei aqui para te ler... Gosto das tuas palavras.... solta-as. Dá-lhes Liberdade!
Um abraço e o meu sorriso para ti :-)

Lina disse...

Oi BS escreve sempre sempre para ti, e para nós. Beijinho ;*

AS disse...

Blue, sei como sentes o que escreves... mas deixa que as palavras se libertem, ainda que tropecem na garganta...

belissimo este post!

Um beijo grande

Litostive disse...

Passei para ver se estás bem...
E... e não sei.
Temo que não... =/
Escreve!... Escreve, que muitas vezes o que escrevemos é o que nos mantém ligados ao mundo lá fora...

Um beijo, BlueShell...

Litostive
http://litostive.blogspot.com

Anónimo disse...

Passei para agradecer a visita no Moon e aproveitei para ler um pouco do teu blog...já por aqui tinha passado....voltarei com mais tempo pois tens o dom da escrita e admiro isso!!
Beijinho e boa semana
Waxing Crescent

sweet_helly disse...

As palavras evadem-se... as palavras evandem-nos... Não sei se por serem palavras, se por estarem escritas...

JR disse...

É por isso mesmo que devias escrever. Só dói uma vez, depois as feridas saram e já tudo fica no passado.

Teresinha disse...

Gosto das tuas palavras. parabens pelo blog, esta maravilhoso! voltarei :)
posso por o teu link no meu blog?
um beijo**

Águas de Março disse...

O caminho é escuro talvez, mas ninguém o vai atravessar por ti: tens que fazê-lo tu mesma, quando estiveres pronta para isso. Com a nossa ajuda, que estamos aqui para te dar a mão, linda. Todos nós.
E manda-me cá para fora essa escrita, anda!
Beijinho amigo.

Nilson Barcelli disse...

Nem penses...!
Porque o contrário também é verdadeiro.
Excelente naco de prosa/poesia. Parabéns querida concha azul...
Beijo e boa semana.

Paula disse...

No meio de tanto comentário, sinto-me a formiguinha a deixar um pequeno rasto de migalhas que ainda não conseguiu carregar e que corre a todo o custo para não ser pisada.

é difícil ficar indiferente a este texto. É difícil não pensar que nós, que escrevemos, somos vitimas e opressores através desta arma tão poderosa como as palavras afiadas...

Parabéns

http://divinadecadencia.blogspot.com/

Espectro #999 disse...

Os efeitos das tuas palavras são idênticos aos martelos pneumáticos.
Tanto batem até que furam.
Lindo....!!! e profundo.
Beijocas e inté.

whiteball disse...

As palavras são tuas amigas...não o esqueças NUNCA!
WB

JAP disse...

Ó Conchinha, um dia destes envio-te umas musiquinhas para não te sentires tão distante aí no interior.
Beijos

Obrigado pelos teus comentários.

fairy_morgaine disse...

quando a escrita é uma necessidade não conseguimos deixar de escrever

Vera Cymbron disse...

Não acredito que vás deixar de escrever...faz parte de ti!
Jinhos...e depois, é tão bom escrever é tipo terapia, faz-nos bem, liberta-nos...