sábado, novembro 06, 2004

MENTIRA


mentira

(foto de Ricardo Cordeiro)

Beijaram-se! Foi um beijo seco, atroz; um beijo daqueles que nada significam…ou que apenas confirmam o vazio que se impunha entre eles. Loucuras passadas, promessas adiadas…e o vazio! Metáfora do não-ser. E esse beijo…nada mais que o perpetuar de uma mentira que se passeava nas ruas, em bocas que não as suas, em frescos de mulheres nuas…porque presas em tela! E nem dele, nem dela emanava o fogo da vida e da paixão que outrora criara entre eles a ilusão de um amor para toda a eternidade! Mentir, mentiras em forma de beijos cruéis de sabor a lágrima não-chorada e de cor cinza-frio-solidão!

8 comentários:

frog disse...

...Há palavras que nos beijam com paixão...
...Há beijos que ferem mais do que palavras...

Um abraço carinhoso

mfc disse...

Com uma paisagem como a da fotografia não existem beijos falsos...

wind disse...

Quando se beija sem sentir, tudo o resto é mentira...

Luis Duverge disse...

O corpo é o caminho para a alma
beijos com alma nunca mentem
a-alma-aqui-e-alem.blogspot.com

Maria Branco disse...

Parece-me que esse beijo foi importante. Muito importante, o despertar para a verdade...
Acredito que esse beijo não guarde apenas o sabor a lágrima não chorada, mas sim beijo com sabor a liberdade... Se ele te trouxe realmente a verdade, terá valido muito a pena... Que as lágrimas sequem, que os sorrisos as substituam, porque o caminho foi encontrado... Beijos Blue.. Tem uma semana feliz!

chemistry disse...

Beijos...que já não são (beijos), Blue. Que triste:

azurara disse...

Minha Senhora,

Vai desculpar-me, mas afinal que porcaria de beijo foi esse?
Um beijo quer-se molhado. Húmido, no mínino. Agora seco... Ai, ai.
Quando é que segue o conselho, melhor, o desafio que lhe lancei há uns dias?

musalia disse...

o beijo ode ser apaenas um momento de carinho, um gesto meigo e terno...
beijinho.