quarta-feira, novembro 24, 2004

NADA!


nada

(foto de Carlos Carreto)


Não sobrou nada senão a saudade; não sobrou nada senão o vazio, a solidão! Nada mais que um sentir-grito...metáfora de desespero! Não sobrou nada mais que um espasmo de dor...perifrástica que teima em se prolongar para além do Tempo...

23 comentários:

wind disse...

A saudade passa...com o tempo. Bela foto:)

Alexandre Narciso disse...

Diria que mto ficou. Gostei das tuas palavras entoadas pelas memorias...
Beijo
*A

Ricardo disse...

Muito bonito, como sempre! Não vou perder tempo em lugares comuns que já ouviste e/ou não queres que repita... Fica Bem!

O Micróbio disse...

Bela composição perifrástica...

Gotinha disse...

Belo mas triste!!

fernanda dias disse...

Vê bem, que fica sempre alguma coisa... Nem que sejam as memórias! Mesmo as que nos enraivecem. Abraço

Emilio de Sousa disse...

Lindo mas não sei o que é perifrástico. É algo que envolve o frasco? :) Beijinhos.

corpo visível disse...

É assim que se cresce, näo é?

corpovisivel.blogspot.com

100chave disse...

Sobrou um enorme buraco vazio, dentro da alma, à espera de ser preenchido...

almaro disse...

Sobrou um nada de cor, escondido entre a vontade e o desistir, naquele espaço sem tempo em que nos envolve num grito surdo, quase animal. Um pedaço de cor, semente, que nos prende , quase árvore, quase verde, quase cor. Sobrou o querer e esse vai, mesmo sozinho a empurrar-nos para o existir...

BlueShell disse...

Caríssimos amigos: alguns de vós eu não consigo contactar porque o vosso "profile is not available"...como tal...não sei o vosso "Site" para poder retribuir a visita...
Um abraço grande a todos vós, Shell

frog disse...

...mas querias que sobrasse?...

lique disse...

Se sobrou a saudade, sobrou alguma coisa. A pouco e pouco, desaparece. Como tudo. Beijinhos

ognid disse...

Com o tempo desaparece a saudade, quando desaparecer vão-se também o vazio e a solidão. Bjs

Dream disse...

Tenta rechear esse vazio com algo doce e bom. Desejo uma boa escoloha para o dito "recheio". Beijos

azurara disse...

Minha Senhora,

Vejo que voltastes a deixar-vos envolver por esse manto pesado de tristeza obsessiva.
Que pena!
Quanto à dor … antes perifrástica que peristáltica (eheheh).

Anónimo disse...

Blue:

Registas-te muito bem e sinteticamente um conjunto de estados que por vezes nos invadem e em grande turbilhão (ou nem tanto) neles vivemos.
Enfim, esse(s) nada(s) que para nós, em determinado momento ou fase, são tudo.

Beijinho para ti,

Sandra :)
(Void)

LolaViola disse...

Um dia destes escrevi sobre a tristeza. E depois, a tristeza passou. Quem sabe a tua dor se torna em simples metáfora e poderás soprá-la como uma nuvem.. para bem longe. Um beijo
http://vidasdeconchitaepaco.blogspot.com/

Paulo disse...

Se sobrou a saudade é proque afinal sempre sobrou alguma coisa de bom :)
Tem um bom fim de semana.

Vera Cymbron disse...

Só a foto é de tirar a respiração!
Gostei muito da escrita também!
Jinho

R/B Estação disse...

Sobrou tudo isto! Mesmo q esteja longe da mão continua perto do coração!
Beijinhos e bom fim de semana.

Maria Branco disse...

Ficaste Tu, blue... Com saudade, sim.. Com dor, imagino que muita.. Mas, Tu existes para além dessa saudade, e é em ti que existe a força, e a determinação para a combater.. Depois, quando ela for embora, poderás dizer, ficaram momentos onde os sorrisos de beijavam... ficou o melhor! Beijos. Tem um fim de semana feliz!

martelo disse...

foto extremamente expressiva, com a leitura que cada olhar pode ter e para mim estas nuvens rasgadas por uma luz assemelha-se a uma explosão de sentimentos