terça-feira, novembro 30, 2004

HOJE NÃO...


mao

(foto de Erik Reis)


..., não vos (me) falo de poesia! Deixemos a lírica de lado!
Hoje falo-me(vos) de desencanto, de tristeza apenas! Por nada...ou talvez por tudo! Que uma pessoa tem o direito de entristecer de quando em vez...ou não?! E daí talvez não: se considerar tudo quanto tenho...em comparação com outros que nada têm e têm mais razões para sofrer do que eu...então eu NÃO tenho o DIREITO de estar triste!...e estas lágrimas tinham o DEVER de ficar quietas lá no seu canto...Tudo é tão difícil...e até para chorar é preciso uma justificação plausível...

21 comentários:

Luis Duverge disse...

Tu:
"Quando voltas a ter companhia na tua vida? No meu quarto...posso ter quem eu quiser! MAS na minha VIDA...só entra quem merecer...
jinhos, BS"
Eu:
A minha vida tem companhia ... embora goste dos momentos de solidão, à chuva, ao vento ... na água.
No meu quarto só ... eu e ela. Na minha vida entra ... aquela com quem eu ... sinto que respira, sente os momentos como eu. "Merecer" de todo não me parece adequado. Posso explicar ... mas não tenho o teu mail.
Um beijo ... sinto ventos das Beiras onde outrora passava as minhas tardes de Verão. Será ...não pode ser.

fernanda dias disse...

Desculpa, não sou poeta, embora me encante com os teus poemas e com os comentários que te deixam. Valha-me o senso comum que me diz, sempre que abro um mar no meu rosto, sem razão nenhuma (digo), que chorar lava a alma! Chora, de mansinho, ou em convulsões para toda a gente ouvir. Mas chora!
Deixo-te um beijo.
“apenasmaria,blogs.sapo.pt”

MONALISA disse...

Das utopias

Se as coisas são inatingíveis…ora!
Não é motivo para não querê-las
Que tristes os caminhos, se não fora
A mágica presença das estrelas.

Mário Quintana

Não são necessários motivos plausiveis para chorar....
Deixo-te um beijo, mesmo que isso não te enxugue as lágrimas.

Maria Branco disse...

Blue, não posso ficar... A vida é assim, recheada de chegadas e partidas! Um dia quem sabe? agora, não me é possivel dar continuidade aquele canto. Desejo que sejas muito feliz! Um beijo grande.. Até sempre!

wind disse...

Quem disse que não se pode chorar? :)))

erü disse...

Claro que tens o direito de ficar triste... todos o temos. Há coisas que não podem ser relativizadas... mas, da mesma forma que podes ficar triste, deves animar-te..! Há dias assim, mesmo, mas pensa positivo (o que nem sempre é facil...), que melhores dias virão! Beijos*

martelo disse...

já estás linkada! não te safas...
a Whiteball avisou-me.
Parabens pelo bom gosto e pela sensibilidade

chemistry disse...

Chorar faz bem à alma, lava.
beijo,

lique disse...

Blue, quem disse que não tens o direito de estar triste? E que é preciso uma razão para chorar? Esses são dois direitos que não nos conseguem tirar. E chorar alivia porque, lá no fundo, alguma razão haverá. Beijinhos

BlueShell disse...

MARTELO: qual o teu blog??? Criatura...perdi-te; desculpa lá....diz daí, meu! Kiss, BS

alexandrantunes disse...

Querida Blueshell, muitas vezes também penso como tu... penso que não tenho direito de estar triste com os meus problemas que na verdade não são problemas se os camparar com pessoas que não têm que comer, que não têm onde morar nem um amigo para os abraçar; muitas vezes até são essas desgraças, as desgraças do mundo que me fazem chorar... muitas vezes nem são os meus problemas mas os problemas do mundo que me fazem chorar. E eu penso... de que valem as minhas lágrimas? se não são elas que ajudam os outros, se são elas que me empurram mais para baixo? mas depois... acredita... depois de chorar sinto-me mais leve e com maior força para encarar os problemas e tentar resolvê-los da melhor forma possível. Assim eu espero... que depois dessa chuva de lágrimas nos teus olhos, venha finalmente o sol dos teus lábios e com a sua luz te ajude a encontrar o melhor caminho. Beijinho grande :*

Dark-Templar disse...

Olá
Eu já muitas vezes me senti assim, cheguei mesmo a pensar "mas que raio estou aqui eu a fazer?", no entanto sempre procurei coisas pela qual valesse a pena viver, ainda não me sinto realizado, mas posso dizer-te que estou muito melhor agora. E concordo com os comentários anteriores, chorar lava a alma.
Beijos

Emilio de Sousa disse...

Conchinha, aqui a tua jóia manda-te um lençol para enxugares as lágrimas. Detesto chorar por minha culpa, percebo-te. Mas que não seja self-pitty! Beijinho.

frog disse...

...Que de novo o sol resplandeça / Que no teu rosto de dissipe esse véu / E retorne a cor serena e nua / a teu rosto astral da cor da lua / e aos olhos astrais da cor do céu...

Beijo grande

Paulo disse...

A vida, esta que vivemos, nem sempre é só alegrias, é um facto. A tristeza também faz parte e, acho que bem. São os contrários que se encontram de quando em vez. Depois da Noite vem o Dia. A Mulher é o posto do Homem...se não houvesse o preto, o que seria feito do branco? Assim, a tristeza por veses até é bom, para darmos valor à alegria que por vezes sentimos, com as coisas mais infinas que se nos deparam na vida. Um beijoo

O Micróbio disse...

Quem diria que a tristeza também tinha direitos e deveres...

Vera Cymbron disse...

Um beijo...pelas palavras de verdade...da dor aguda que causaste com «(...)e até para chorar é preciso uma justificação plausível...»
Jinhos

almaro disse...

uma lágrima é um desenho do sentir. Nosso. Uma lágrima é sempre nossa e cada uma é unica. A dos outros, podem também ser nossas, e devem-no ser. Mas todos nós temos direito à nossa lágrima, como ao nosso sorriso, à nossa alegria.

Anónimo disse...

É claro que tens direito a estar triste. É claro que tens direito a chorar. É claro de deves gritar esse choro e esse estado de ti. É claro que nada disso é criticável por comparação ao que quer que seja, na medida em que a dor ou a tristeza é algo de muito pessoal, não quantificável ou medível face a isto ou àquilo.
Cada um é o que é, sente o que sente e da forma que o sente. Por que os motivos estão lá e são muito mas muito relevantes para ter em conta, não há que deles ter "vergonha" ou fazê-los diminuir, na medida em que se bastam a si próprios para a provocação de reacções- aquelas que são nossas (ou tuas).

Beijinho doce,

Sandra
(Void)

Seila disse...

eles aí de modos lindos já te disseram tudo! Blue eu no entanto entendo (e eles também decerto) que apesar de a lágrima e o riso e o estar alegre e trite ser o que nos faz ser, rói cá dentro que haja tanta gente cuja lágrima derramada é tão continuada, tão presente cada momento, que acaba a fonte por secar!
Um abraço e um bom fim de semana!

kris disse...

há alturas da vida em que nos sentimos assim, bem sei.
neste momento não dou justificações de nada, da minha dor, da minha solidão, da minha tristeza.
estou entorpecida..e já nem lágrimas tenho.
congelei por dentro..