sexta-feira, agosto 27, 2004

AS TUAS MÃOS

Há tanto tempo que não me pegas pelas mãos; como fazíamos dantes quando passeávamos de mão dada! Que saudades que eu tenho de sentir tuas nãos fortes...Dá-me a tua mão. Eu preciso!

7 comentários:

Anónimo disse...

LetrasAoAcaso

Faz falta sentir a mão do outro, não faz?
São os pequenos gestos que fazem a diferença.

Um beijo carinhoso.

P.S. Desculpa mas não consegui colocar o comentário sem ser anónimo.

almaro disse...

Primeiro um dedo, quase distraído em toque ao acaso, depois o segundo, em tacteio de procura numa quase pergunta, Posso? Depois um laço forte de cumplicidades, aperta, não a deixes fugir, complementa com um beijo, solitário, leve, subtil desenhado com sorriso descomprometido, livre, de criança, acompanhado de silêncio, depois aguarda, a semente foi lançada...

Nilson Barcelli disse...

Sem mãos... nada feito.
Por isso é que acho que afloraste um aspecto importante das relações pessoais.
Beijinho para a «atarefadita»...!

Anónimo disse...

E onde estão as mãos? Meu Deus, onde estão as mãos, sem mãos não se faz nada...ai!
Nem comentar se consegue...sem mãos é díficil entrar nos teus comentários, sometimes.
Abraço
Paulo

longedamultidao.blogspot.com

musalia disse...

O afago é tão importante! Dar as mãos é confiar...

Rita disse...

Ola Blue Shel ;P
Dar as maos é sempre um acto de carinho k recordamos com prazer, e faz sempre falta!
Tenhamos 20 ou 80 anos!!!
K há de mais ternurento do k ver dois "velhinhos" de maos dadas a passear??? :)
Abraços

ognid disse...

É bom sentirmos o carinho de quem nos dá a mão :)