segunda-feira, agosto 09, 2004

HÁ MOMENTOS...

....em que tenho plena consciência das minhas limitações...nomeadamente quando vejo as "coisas" fugirem ao meu controlo!...fico "possessa" de raiva! Quando penso que sou eu quem determina o que acontece, quando e onde...e sai tudo ao contrário...dou conta de que nada tenho de meu e muito menos a capacidade de controlar o que quer que seja...Quanta presunção a minha!...

9 comentários:

almaro disse...

há momentos, acasos que nos contrariam, mas são eles que nos mantêm atentos e nos lembram que é preciso saltar os buracos do caminho, para não tropeçarmos.

Anónimo disse...

Então estamos assim em baixo? O que é isso? Ninguém determina o que vai ser a sua vida porque não controla todos os factores. Mas tem mão em muitos que são decisivos. Nada é tão mau como parece em certos momentos... 1 beijo.

ognid
http://catedral.weblog.com.pt

fran disse...

A vida não tem obrigação de encaixar nas minhas, nas tuas conclusões.Por isso as coisas são tão confusas! A vida não quer saber de controles nem conclusões... ela nunca levanta a mesma questão duas vezes, a mesma emoção duas vezes. ninguém determina o que acontece... podes apenas optar.A vida è sempre uma coisa nova... podes aceitar isso ou recusar. É tudo muito simples, concha azul. :D

rfarinha disse...

Tudo o que temos é apenas emprestado... apenas a alma é nossa... o problema é que nos tentam roubá-la constantetemente ;) Bjs

Anónimo disse...

Temos bom remédio... não ultrapassar as nossas limitações!

http://omicrobio.blogs.sapo.pt

BlueShell disse...

Tendes razão...mas às vezes esqueço-me e iludo-me pensando que as coisas vão acontecer "como eu quero"...simplesmente!...fizésteis bem em lembrar-me.
E...quem és tu, FRAN???? Não consigo contactar-te...

maxou disse...

Pois. A vida é a soma das nossas escolhas, umas acertadas, outras erradas ou mesmo doidas. mas algumas saem-nos ao contrário do que imaginámos.
CC

Anónimo disse...

"Antes quebrar que torcer" nem sempre é a solução mais eficiente e acertada. Também temos de nos adaptar aos acontecimentos, sem abdicar dos nossos princípios fundamentais, acho eu. A natureza ensina-nos que o êxito e sobrevivência de muitos seres (animais e vegetais) passou por essa mesma capacidade de adaptação. E as lições da natureza são sábias. Em última análise - e isto é apenas uma mera crença minha, falível como todas as crenças - somos responsáveis por tudo o que nos acontece. Como não temos consciência de grande parte desse intrincado novelo de causas e efeitos, revoltamo-nos e irritamo-nos quando os acontecimentos não ocorrem tão a nosso gosto como queríamos.
Um abraço
Ana
http://a_verdade_da_mentira.weblog.com.pt/

rajodoas disse...

Mas tudo isso julgo faz parte da vida que não é só
construída com os nossos sucessos, também dela fazem parte muitos insucessos, talvez por isso sejamos mais estimulados a aperfeiçoar a nossa criatividade.