domingo, março 13, 2005

Uma pequena aldeia...

cerca

(foto de BlueShell)

Gente simples, honesta, trabalhadora...
Sofre, ri, canta quando tem de cantar
E, apesar das mágoas que sente
Dança, quando entre o descanso pouco,
O corpo pede para dançar.

tronco

(foto de BlueShell)

Gente simples, gente grande...

Numa pequena aldeia...

20 comentários:

Anónimo disse...

como eu gostava de tar numa aldeia agora, para descansar a minha alma
um beijinho doce Rose**

wind disse...

É assim a vida nas aldeias e nas pessoas que lá vivem. A música é um bálsamo para elas:) bonitas fotos. beijos

olhardemim disse...

I know nothing about this, anyway nobody is going to believe it...
Hello! nice to meet you!
Blueshell???
Concha azul
hun!!!coonsa azuuuwhat?

Ana disse...

Um lindo poema à grandeza da simplicidade.
Um beijo.

meialua disse...

A beleza está na simplicidade das coisas... :)

Tem uma boa semana. Beijo com carinho*

TMara disse...

Me "arreceio". Há dois dias e 1/2 k os 2 "bichinhos" colapsaram.Agora, este, o velhinho, W, mas pouco e mal, no outro ainda n/ tenho internet - avaria. Piorando : nas "casas" k visito...n/ ficam lá os coment´+arios. Escrevo este descorçoada, imaginando k tmb n/ ficará. Se ficar: bjs e ;) e um aboa semana

Paulo disse...

Uma pequena aldeia tão cheia de valores, valores esses cada vez mais pequenos em cidades grandes.

Aluena disse...

Gente linda que entrelaça o Amor e a Dor. BJKS

c(ri)arme disse...

cheira a terra molhada...

O Micróbio disse...

É por essas e por outras que gosto de morar numa aldeia... uma aldeia bem grande, mas não deixa de ser uma aldeia!

BlueShell disse...

ALUENA??? Não consigo entrar na tua Web page, filha...
Aceita um beijito via BlueShell, da Bshell.
Micróbio...a Guarda sempre é uma aldeia um pouco maior que Mangualde...não???LOLOL...
A Todos: é nesta aldeia pequena de gente simples que eu retempero as minhas forças...Não moro lá...talvez por isso tenha perdido a inocência e a humoldade que elas conservam. Beijo a todos...já que está difícil comentar por aí em vossas "casitas"...mas ei vou insistindo...
BShell

Fallen Angel disse...

A minha aldeia não é nada assim..! As gentes não são honestas, o serem trabalhadoras será discutível, e só cantam afinadas na hora do dizer-mal... quando alguém dança!
Ainda assim, gosto de lá estar. beijinho*

Lua disse...

Adoro estes sítio bucólicos!
Ainda este fim de semana estive para os lados de Castelo Branco e há tantos sítio assim...

Kabum disse...

Belas fotos...

Duarte disse...

São nestes meios que a pobreza material coabita com a nobreza de espírito, como se a dureza da vida da terra agisse como um bálsamo para o coração... a simplicidade é tão repleta de humanismo. Gostei mto. Bjinhos

Toze disse...

Gosto batante da "gente simples" que é Gente Grande nas pequenas Aldeias :)

Finurias / Toze
www.cagalhoum.blogspot.com
www.revelando.blogspot.com

isa xana disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
isa xana disse...

gente simples e tão grande... grande em valores:)**

lunar disse...

gostei muito de vir cá ter. mais vale tarde do que nunca. vou voltar sempre.

Anjo Do Sol disse...

Será que finalmente consigo comentar??? Estou desde a semana passada a tentar sem conseguir. O mais frustrante era ver que tinhas comentários e apenas eu não conseguia :(. Mas agora cá estou. ;) Estou a gostar das tuas fotos, além das palavras que já encantavam, agora juntas a imagem original. :) Bjs