quarta-feira, junho 08, 2005

Dobrar de sinos...

fogo

(foto de BlueShell)

Se as minhas árvores estão a arder...
Como conseguir em pleno um sorriso?

Se as minhas árvores estão a arder...
Como pegar em pedaços de cor
E pintar o cinzento, feito Morte?

Se minhas árvores estão a morrer
...só ouço o dobrar plangente dos sinos...
Não ouço mais aqueles alegres Hinos,
Somente a Natureza a entristecer...

51 comentários:

suavealento disse...

Gosto muito desse teu sentimento que fala da natureza...e as tuas fotos dizem o quanto de amor tem por elas...parabens pelos textos e pelas fotos! E sempre um grande prazer te ler...

Vênus disse...

Será preciso morrer
para renascer
Será preciso a dor
para ter prazer?
BJS:~)

Pharaoh disse...

quem me dera nunca ler da tua alma um escrito como este,,, também eu oiço o dobrar plangente dos sinos em negras nuvens de fumo, a entristecer os caminhos e as cores daquela que nos seus braços nos acolhe em respeito,,, nesse respeito pelo que poderiamos ser e pelo que poderíamos, por ela e por nós um dia fazer,,,obrigado linda, por escreveres de forma tão concisa e precisa o sentir da palavra RESPEITO,,, um beijinho grande para ti e os meus agradecimentos pelos comentarios que deixaste no meu solar,,,, *s

Carla disse...

Os incêndios - nas florestas e na alma - são sempre uma calamidade. É muito triste. A natureza tem forças para se recompor, mas demora tanto tempo... Rezo pelas nossas árvores e que não sejam dizimadas pelas chamas este ano como têm sido nos anteriores. Um beijo enorme, Blue querida.

Tbb disse...

"O amor é a essência que confere vida a todas as coisas"
- Tschu-Li -

Gostei muito do teu texto, continua!
bj grande, Hugo "Tbb" Cabral

sylpha disse...

Como sempre um belíssimo poema :)) Beijo grande

carlag disse...

O tempo ajuda a recompor...
Não podes é baixar os braços.
Bjinhos.

João Scottex disse...

Não consigo comentar! Bjx

hjustino disse...

Quando oiço estas notícias dos incêndios em vários pontos do país, lembro-me de uma certa zona de Portugal que já ardeu há uns bons anos e que ainda hoje não está recuperada.É muito triste, especialmente quando alguém o faz de propósito.

Delírio da Loirinha disse...

Olá!
Quando chega o Verão lá começam os fogos... postos ou acidentais é sempre muito triste...
Beijinhos doces...

Angela disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Angela disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Angela disse...

Também aqui ouço os sinos a dobrar, pelas árvores, queimadas. Que morrem de pé, no queixume do ranger. Não consigo falar de incêndios. Só me apetecia que chovesse 10 dias seguidos. Já que neste miserável país, nem meios temos para controlar chamas. :( E ninguém ajuda as árvores. Falta arregaçar as mangas. Porque elas precisam da nossa ajuda

lima disse...

Palavras tão melancólicas para uma paisagem tão bela... A condizer com a época dos flagelos infernais?

Beijos. Obrigada pelas visitas!

Morsa disse...

Lindo lindo lindo!
Adorei!!!!

AS disse...

B.Shel... e as árvores e florestas que todos os anos desaparecem criminosamente, são apenas a face mais visivel de uma degradação ambiental que tanto nos devia preocupar. Até quando iremos assistir á destruição do planeta... da própria vida???

Abraço-te

Daniel Aladiah disse...

Querida Blue Shell
Nunca mais acaba o país da terra queimada... para mim é uma tortura ver tanto fogo assim.
Um beijo
Daniel

heaven-hell disse...

e a tristeza que invade e assola o nosso pais a cada ano que passa!!
por mais promessas de protecção e outras que nem me atrevo a lembrar...e claro como sempre a natureza e que paga..!
parabens pela forma como o exprimiste!

Patrícia disse...

Espero que consigas pintar de novo o cinzento...espero mesmo...eu nunca consigo. Beijinhos!

against-wind disse...

a nossa vida está a arder.

:(

Beijo.

lique disse...

É uma tristeza, não é amiga? Um crime que não se previne nem se remedeia. Beijinhos

Luís Miguel disse...

Percebo o teu lamento. Infelizmente esse grito de dor começa agora e cada vez mais a ser geral. O que surpreende (e deixo agora aqui uma crítica ao sistema) é como tudo isto acontece e repete-se ano após ano e todos o sabemos, e mesmo assim não estipularem atempadamente medidas e métodos que possam ou pudessem pelo menos minimizar o inferno das chamas..
..
Bom, um bom feriado para ti.
.
.

Betty Branco Martins disse...

Querida Blue Shell

Adorei este texto. Pelo real que ele representa do inferno que se vive todos anos, quão mal tratada a Mãe Natureza é :(

Um beijo grande

UnaRagazza disse...

Blue, é mesmo triste ver a Natureza a ser consumida assim desta forma...
Sabes, acho que o título do teu último post, encaixava perfeitamente também neste post: O Pranto da Natureza...
Bom Fim de semana****

rajodoas disse...

Amiga as tuas arvores não, direi, as nossas arvores cujos interesses selváticamente as destroem. Beijinhos do Raul

CPC disse...

Grande poema para retratar esta triste realidade que parece nunca ter fim.

António disse...

Ao teu nível, para não variar!
Jinhos

Bitu disse...

Palavras lindas para uma realidade tão triste! Nunca é demais usar de todos os meios ao nosso alcance para chamar atençao sobre a gravidade da situação. Bjs e fds repleto de coisas lindas

Carlos Barros disse...

o choro de uma arvore, produz em mim um sentimento de raiva.. a agonia que não cessa numa arvore, atrai-me odio.

Caiê disse...

Sim, uma calamidade. No entanto, no país do meu marido os bushfires são uma calamidade mil vezes pior (ele é da Austrália). Penso que, a nível global, todo o planeta sofre imenso com isto, e a factura será altíssima.

Anónimo disse...

Blue
Deixámos de ter 4 estaçõoes para passarmos a ter a 5ª, ou seja, a estação dos fogos.
As árvores são mais uma das nossas preciosas riquezas que estamos a perder e muito por negligência....típico deste país...
Entretanto, continua com os teus poemas.
Bom fim de semana.
Cris Blixen

Estrela do mar disse...

BOM FIM DE SEMANA prolongado! ____________888888____________ ____8888___88888888___8888____ ___888888_8888888888_888888___ ___888888888888888888888888___ ___888888888888888888888888___ ____8888888888888888888888____ _____88888888888888888888_____ _______8888888888888888_______ _________888888888888_________ ______________**______________ ____####______**______####__ ___#######____**____####### ____#######___**___#######_ ______######__**__######____ ________#####_**_#####_______ __________####**####__________
Um beijinho

Walleska disse...

Muito lindo como olhar para a arvore q ta dentro de nos e q estamos deixando morrer queimada em nosso peito lindo muito lindo,beijos

Pescador disse...

Todos os anos é a mesma coisa... será que só quando não houverem arvores é vão decidir fazer alguma coisa :-( !?!?!?
Este poema fez lembrar uma personagem de um livro que eu acho que se chamava a dama das florestas... tu fizeste-me lembrar essa personagem :-) !!
Ah, e antes que me esqueça, tenho um desafio engraçado para ti... por isso visita-me no meu blog para descobrires
Bjs Doces Pescador

Micas disse...

É mesmo uma grande tristeza, faz doer o coração :( Beijos

TMara disse...

como entendo o teu sentir...O mundo chora a natureza desperdiçada por bárbaros...tmb tenho àrvores amigas, gosto de todas, mas algumas, espalhadas pela cidade são-e da família. mantemos diálogos impensáveis para alguns. Bj grande de bom f.s

Anónimo disse...

lindissimo poema pena k o tema seja triste.
versusediversus.blogs.sapo.pt

Vera Cymbron disse...

Bem, que tristeza é saber dessa realidade, felizmente aqui nos Açores temos pouco, muito raramente acontecem incêndios e os que acontecem são fogos causados pelo homem. A temperatura aqui é sempre amena, dentro dos 20 graus de inverno e verão, nada de sufocos. Gostava que fosse assim em todo o lado...eu gostava de ser como a criança que escreveu aquelas frases no post anterior...porque assim poderia ainda acreditar que há coisas que podem ser possíveis. Desculpa o testamento...mas hoje não podia deixar de matar saudades das letras e dos blogs vizinhos.
Jinhos grandes e bom fim de semana.

wind disse...

LIndo e que as árvores não morram!Mas com os incêndios que há, acho difícil:((( beijos

persephone disse...

Sempre bela!*

Cakau disse...

A tua sensibilidade, toca-me...

És linda *

Mafalda Freire disse...

Se todas as pessoas fossem tão sensíveis como tu...

O Micróbio disse...

E pelos vistos a época começou em força... infelizmente!

Aran disse...

É realmente triste ver campos devastados pelo fogo... outrora cheio de verde das robustas árvores que nos faziam sorrir... beijinhos e bom fds!
P.S.: Deixei-te um desafio... espreita no meu cantinho!

Kabum disse...

Já começaram os fogos...É uma tristeza ver Portugal a arder quando ele já está todo keimado...Enfim...

Luís Teixeira disse...

Grande titulo...

Dobrar de sinos...

"Se minhas árvores estão a morrer
...só ouço o dobrar plangente dos sinos...
Não ouço mais aqueles alegres Hinos,
Somente a Natureza a entristecer...
"

Bonito!...

Só nós é que podemos manter aquelas cores... belas cores.

Pink disse...

Por quem os sinos dobram? Pela natureza que está ser destruida.

Belo poema o teu. Um beijo e bom fim de semana.

amita disse...

O teu grito ecoa no meu peito. O Homem em demência continua a viver e choro contigo BlueShell. Bjinhos

andrye disse...

Encontra-se em fase de organização O ENCONTRO DA BLOGOSFERA - "Jantar da Amizade Sem Rosto" - LISBOA 2005.O Jantar terá lugar no Restaurante Chimarrão do Parque das Nações.Solicitamos a vossa presença.Visitem e inscrevam-se! Beijo grande**

H. disse...

tristíssimo. porque tremendamente real. :(

augustoM disse...

Shell, por quem dobram os sinos? pelas que não foram acudidas a tempo, quando eles tocaram arrebate.
Arde, arde tudo sem parar,
até a Natureza agonizar
Um beijo. Augusto.