quinta-feira, junho 02, 2005

ELA TEM 8 ANITOS, APENAS...

crianca

(foto de BlueShell)

Ana, uma menina de 8 anitos, escreveu estes dois lindos acrósticos sobre o que é ser criança.
Tomei a liberdade de pedir para os publicar neste humilde blog.
Eu faço silêncio. Deixo para vós os comentários.

BlueShell

I

...........Sou criança

...........Os meus pais são quem mais amo
...........U
ma vida eles me deram

...........Corro de alegria agora que sei o que é ser criança.

...........Rir, saltar, aprender, divertir são das coisas principais.
...........I
lustro os meus sonhos.

...........Abro a imaginação e escrevo o que penso.

...........Ninguém me consegue tirar esta alegria.
.......PeÇo a Deus para ser sempre criança.

..........Acho que ser criança é o melhor do mundo!!!!


II


..........Sou uma criança

..........Olho as coisas com outros olhos
..........Uma sensação de alegria sinto todos os dias

..........Canto com os pássaros

..........Rio-me de felicidade

..........Imagino que estou a voar

..........Amo quem me deu a vida

..........Ninguém é como eles

..ComeÇo uma nova vida daqui a alguns anos

..........Adoro ser criança.

ANA

59 comentários:

João Scottex disse...

8 anos!? Dá-lhe um carinhoso beijo por mim, e diz-lhe para nunca parar de escrever.

carlag disse...

Caiu-me uma lágrima. Linda Ana!

sylpha disse...

Um criança com um doce pensar. E serão tão poucas as que sentem assim essa alegria de serem crianças. Beijoka na Ana :)

entre-aspas disse...

Por favor, façam um "blog" à Ana!

;)

Amaral disse...

Ser criança, como a Ana, não é só um estado de ser. Indo mais além, é identificar o eu interior com uma criança. É também encontrar essa criança na centelha da vida.
Porquê?... Não tenho dúvidas de que, ao nascermos para esta vida, somos a criança pura, sem o ego açambarcador e sem a mente povoada de "lixo".

andrye disse...

Simplesmente lindo!É bom ver q ainda existem crianças q sao felizes e q têm alguma mentalidade decente.Sem dúvida q até me fez bem a mim ler este poema!beijokas grandes.

persephone disse...

sorrio-te apenas querida amiga.
Eu voltarei amanha com mais atençao,ainda ando um pc fraquita

beijos mil**

Maria Heli disse...

Faz todo o sentido...blue! Obrigada por partilhares connosco.
bjo

ChuvaNegra disse...

Felicidade, segurança e inocência transbordam destes textos...

A Voz disse...

A voz está de volta...mesmo que já ninguém a queira ouvir...
Obrigado pela paciência.

Bruno António disse...

Muito bem! Parabéns à Aninhas!
A menina vai longe... 8 anos... bem!!!

bjs.

Cris disse...

É uma menina linda!... Dá-lhe um beijinho por mim. OUtro para ti muito docinho

Morsa disse...

Com 8 anos e já a escrever assim? Tem futuro, a menina!
Beijokinhas grandes!

P.S. Favor passar pelo meu blog e levantar uma encomenda que tenho para si :)

Estrela do mar disse...

...vinha saber se já estavas melhorzinha...mas pelo post anterior...vejo que sim...em relação a este post...esta menina escreve muito bem...parabéns a ela...e a ti por teres colocado aqui neste teu espaço...um escrito dela...

Um beijinho* às duas.

MiMi disse...

lindo... e aquela ingenuidade que todos devíamos ter, nem que fosse apenas um pouquinho...
**

Carmem L Vilanova disse...

Belíssimo... que mais posso dizer de tamanha doçura?
Infelizmente nao podemos ser eternamente criança, mas ninguém pode nos roubar o direito (e porque nao, o dever...) de manter o espírito de criança independente de nossa idade real... :)
Muitos beijos e sorrisos para ti, linda BShell!

concha disse...

Tão doce, tão inocente, tão puro, tão perfeito!

UnaRagazza disse...

Talento precoce!
Estou como o "entre aspas" : Façam um blog para a Ana! :)

Gabriel disse...

Pena que isto acaba...ah, infância! "Nunca fui, na infância, como os outros e nunca vi como os outros viam" - E.A.Poe

AS disse...

A ternura e a simplicidade das palavras pela voz de uma criança!... Tão lindo!...

Um beijo para as duas

Iluvatar disse...

Demasiado lindo, cara amiga, tens um dom incrível...
Beijo Pedro

BlueShell disse...

Iluvatar: olha que os textos não são meu; são de uma menina de 8 anos. Mas ela certamenete ficará ainda mais feliz. Obrigada!
BlueShell

Aran disse...

Gostei... assim como tb gostei de saber que estás bem!!! :) beijinhos

rajodoas disse...

Pena é que ainda haja muitos milhares de crianças que não conseguem ser como a Ana, ou seja, crianças felizes. Beijinhos do Raul

grzl disse...

um beijinho para a prometedora menina
um abraço
graziela

TMara disse...

obrigda por esta deliciosa partilha e parabéns à Ana. Muitosdrão k são ingénuos. Chamo-lhe pureza. a pureza k nos faz falta atoods e no mundo. K bom k JÁ estás a pé. Bj grande e de luz interior.

TMara disse...

Desculpa(em) as gralhas do coment anterior. Vim dizer isto e algo k deixei por dizer: parabéns aos pais da Ana. K a vida lhe sorria como ela lhe sorri agora. Bj de luz

Pecaaas disse...

O meu silêncio diz tudo que as palavras não são capazes!

Carlos Barros disse...

as palavras... na boca de uma criança soam a esperança... que se perde ao longo dos anos

sotavento disse...

'Tou a ver que voltaste ao jardim para fotografar a rosa!... :)

António disse...

Para começar, o meu muito obrigado pelo teu comentário ao meu último post.
E agora pergunto:
Viraste descobridora de talentos?
De facto, parece que o tombo te abriu caminho para nova faceta agora revelada.
Mas gosto, sobretudo, que estejas a recuperar.
Só uma questão final:
Consegues sentar-te? eh eh eh
Jinhos, muitos

Mitsou disse...

Parabéns, Ana, pela beleza e "saber" das tuas palavras, minha querida. E obrigada, Conchinha, por partilhá-las connosco. Um beijo enorme para cada uma :)

wind disse...

Que maravilha:) Dá-lhe muitos beijinhos*

stillforty disse...

Tão lindo,jinhos para ela e para ti também.

Betty Branco Martins disse...

Só mesmo uma criança para escrever com esta ternura, com esta inocência, uma profundidade de sentimentos que só os pequeninos conseguem lá chegar.

Parabéns Ana, uma grande beijoca

Blue shell, um beijo cheio de ternura

Å®t_Øf_£övë disse...

A Ana tem mesmo muito jeito para estas coisas da escrita.
Vai ter futuro,mas ainda bem que assim é,afinal o futuro será feito pelas crianças de hoje.
Por isso é que devemos ter muito cuidado na sua educação.
Depende um pouco de cada um de nós o futuro da humanidade.

Então, etu com estás depois de tão aparatosa queda?
Pelo que percebo já estás bem melhor.
Bom fds.
Bjs.

Charlotte disse...

Que criança maravilhosa!! E que Dom! Obrigada por nos dares a conhecer:)
Mts Bjs p/ ambas*******

Sulista disse...

Essa Menina ainda vai longe!!! :-)
...uma futura BlueShell ?!
Tuas melhoras e do cacto! :-)
Bjs
Sulista

H. disse...

q ternura...
:) (grande sorriso!!)

pipetobacco disse...

{ ...

lindo, simplesmente puro...

deixo algo:

trazer à memória; acordar (“infância”) #1

amontoar de sapatos nestas caixas velhas poeirentas
ingénuo recordar neste calçado em montão reservado
frio e atado enlouquecer nestas memórias de já não (ser)
(e.querer.sempre) voltar criança, nestas caixas… (saber)
calçar de novo (acordar), achado de sótão e lembrança
recordo a medo e neles (desejo) correr, e talvez (querer)
não voltar mais a ser.crescer

© pipetobacco

beijos*
e a ti ana, que os “ames” sempre, porque certo é que eles o farão eternamente

... }

Vênus disse...

Olá,
Lindas palavras...Passei para desejar-te bom final de semana!!
Bjs *.*

musqueteira disse...

Viva Blue,
Não tenho conseguido escrever no teu Blog!...Hoje consegui.
Aos 8 anos escrevi os meus primeiros textos para um futuro livro. Depois agarrei-me às cores e às Telas. Escrevo com pigmentos e por vezes também risco umas palavras! Gostei deste texto:)

AlmaAzul disse...

A única coisa que me ocorre é o silêncio... na voz embargada.
*azul para as Duas

Vasco Salles disse...

Hummm! Que delicia, e pensar que a menina tem apenas 8 anos... Muitos parabens Ana, um grande beijinho.
Um Grande beijinho tambem para ti Blue.

Ruvasa disse...

Viva, BShell!

Quer juntar-se a nós?

http://ruvasa.blogspot.com/2005/06/399-comisso-de-luta-contra-excluso.html

Cumprimentos

meialua disse...

Um bom fim de semana.
Beijos*

Peter disse...

Maravilhoso e comovedor. Não há dúvida que miudas/os estão cada vez mais precoces.//// P.S.- Não sabia de teres estado doente. Quando falaste em "queda" e agora me recordo, pensei teres tropeçado, ou algo de menor importância. As melhoras.

Adryka disse...

Tão querida e tão genúina, adorei, as crianças são realmnte fantásticas, pena que o sol não nasça para todas elas. Beijos

Daniel Aladiah disse...

Querida Blue Shell
A Ana tem uma maturidade acima dos 8 anos. Um beijo para ela e outro para ti.
Um beijo
Daniel

Mauro disse...

Ola de novo...

falhaste o meu blog, aquele onde postaste é so no gozo :P tenta o outro se quiseres

um abraço, e obg pela visita na mesma

Maria do Céu disse...

Um grande beijo para a Ana, está ai um talento escondido.

Angela disse...

Os oito anos da Ana parecem os 60 de muitos que por aí vão, em sabedoria. Que a Ana continue a crescer assim. Sempre criança. O mundo precisa de muitas Anas. Obrigada por partilhares connosco estas palavras. :)

O Micróbio disse...

Uma vénia bem demorada e reverente a estas palavras... sinto-me pequenino, bem pequenino!

Pescador disse...

É incrivel o reflexo que sentimos nos olhos com o brilho que a alma de uma criança pode ter ...

BlueShell disse...

A ANA E EU AGRADECEMOS A TODOS QUANTOS NOS VISITARAM.

OBRIGADA

BLUE SHELL

Ana disse...

Obrigada por todas estas palavras maravilhosas que me escreveram.Um obrigada especial à BlueShell.

Mafalda Freire disse...

Até eu estou espantada com a escrita da Ana!! Tem futuro!!

looking4good disse...

É também por isto, que o melhor do mundo são as crianças

estrelinha disse...

Ao contrario dos outros comentarios penso o seguinte: uma criança de 8 anos que escreve assim sobre ser criança se calhar nao é assim tao feliz assim.

Para se escrever é preciso uma prespectiva sobre o mundo. Como é que uma criança de 8 anos tem prespectiva para dizer que em breve começa uma nova vida?

Eu tenho uma filha com 8 anos. Eu sei que ela nao escreveria isso. Não por ser menos dotada apenas porque nao tem maturidade para isso. E ainda bem.