sábado, junho 11, 2005

A FONTE!

secou

(foto de BlueShell)

Secou...era uma fonte...
É uma fonte...mas não é mais uma fonte...
Já não tem água...secou!
Como ela...
Mulher...era uma mulher...
É uma mulher...mas não é mais uma mulher...
Já não tem amor...perdeu-se
Algures no Tempo,
Nas desventuras,
No passado,
Na solidão,
No crer em vão!

48 comentários:

Viajante disse...

Nada se perde... realmente. A esperança é que renasça, mesmoq ue sob outra roupagem.

beijinhos

Pescador disse...

Lindo... belo..., triste mas suave... tu pintas as tuas fotos com as tuas palavras, pondo lá aquilo que para se ver não basta os olhos..., temos que ver com a alma, com o coração !!
Bjs doces
Pescador

PS: Espero que os incendios não tenham provocado muitos danos :-(

Tbb disse...

A agua secou......mas a fonte continua la! Ela é a fonte, a origem do que sentes, mas tambem é a origem do que vais sentir! A fonte nunca morre, nunca desaparece, nunca desaba! A fonte fonte esta la, a tu fonte reside contigo ainda! So depende de ti a agua que corre.......!

"Passamos tanto tempo a defenir as emoçoes, e tao pouco a sentirmos o que realmente queremos"
- Hugo "Tbb" Cabral -

À flor da pele ou por ondas zen, só a vida emocional permite que viajemos até ao fundo de nós.

Quando se superam os fantasmas, as sombras do que gostamos ou tememos cá dentro, sobra espaço para os prazeres – pequenos - como sorrir a cada acordar e sentir que a vida é bela, e grandes, como a esperança que se deposita nas próximas gerações ou a confiança na lógica da vida - grandes - como amar uma pessoa e fazer nascer uma nova geraçao, corresponder ás amizades autenticas e leais e ser correspondido!
No fim de tudo Carpe Diem.......

Sinceramente, Hugo "Tbb" Cabral

Desculpa a extensao do meu comentario

Menina_marota disse...

A esperança é a última coisa que deve morrer... mesmo que a água seque na fonte, outros ris de água pura nascerão.

Um abraço terno e um bom domingo ;-)

wind disse...

Lindo mas triste. Tem fé e esperança que essa é a última a morrer. beijos

António disse...

Encanta-me a simplicidade dos teus poemas!
É triste, pois é...mas é lindo, também!
Jinhos

paperl life disse...

A fonte que és não seca.

:) Beijos.

Caiê disse...

O amor redescobre-se; o amor é uma fonte que renasce sempre, correm outras águas. Não acredito que uma mulher seque. Sobretudo uma mulher que tira tão lindas fotos, que tem a capacidade de ver a beleza das coisas!
Abraço.

Angela disse...

Nema fonte, nem a mulher estão secas. Elas ainda têm tudo dentro de si, só não sabem. Falta acordar. :)))

Mitsou disse...

Conchinha, já aqui disseram que a água secou mas a fonte ficou. É isso, amiga, verás que tornará a brotar leve e cristalina. Beijo enorme.

Daniel Aladiah disse...

Querida Blue Shell
Como o clima, o amor tem as suas estações... da fonte jorrará água outra vez e da mulher brotará de novo o amor...
Um beijo grande
Daniel

sussurros da lua disse...

E que fonte bonita! A fonte secou mas ficam as memórias! Mil beijinhos!

Pecaaas disse...

A fonte secou, mas está lá! E a água um dia voltará...

Leonoretta disse...

olá. Mandaram-me passar por aqui quando fosse à missa.não digo quem.disseram-me que isto aqui era bom. é verdade. gostei muito.

beijinho da leonor

agua_quente disse...

Bluezinha, acho o teu poema lindo mas eu acredito no renascer. Acredito que a água voltará a correr em novas nascentes e que nas pessoas os sentimentos não morrem definitivamente. Beijo grande

mocho disse...

A fonte pode representar o sentido da alma. Umas vezes vazia e dolorosa, outras de uma dimensão profunda. Mas apesar de seca, a fonte continua muito bonita e houve alguem que reparou nela e achou que valia a pena sublimá-la. Um dia, a mulher do teu poema vai voltar a ser amada. Alguem, um dia, com uns olhos parecidos com os teus, vai fazer toda a diferença ...

mocho disse...

Em relação à minha Marada doida, é assim: Está a dormir na sala (no sofá). Dá-lhe na cabeça, arranca a toda a velocidade num chão que ainda por cima é de tijoleira e só eu lhe sirvo de amortecedor, no escritório. Levanta as patas e às vezes, PUM, em cima do teclado. Se estou a publicar alguma coisa, publico logo 5 ou 6 posts iguais. Se estou a beber qqer coisa, é derramada. Se estou a escrever, sai risco...A minha outra cadela (A Zara) é que é "uma verdadeira princesa". Sossegada, meiga e muito sensata. São o oposto completo mas não se podem ver uma sem a outra. Já me alonguei. A falar delas é assim...

Patrícia disse...

A música é espectacular...o poema...palavras que se encaixaram em mim...tb me perco no crer...na solidão, e principalmente no tempo. beijo!

AS disse...

Tudo floresce e renasce na natureza
O que foi belo voltará a ter beleza
As palavras deixarão de ser vazias, ocas..
O infinito voltará ao horizonte
A sede morrerá em muitas bocas
Na límpida torrente dessa fonte

UM beijo

Mónica disse...

O amor é como uma fonte , como um rio , pode ser o que tu quiseres , desde que ames. Hoje podes sentir-te seca e morta por dentro mas tal como o sol nasce todas as manhãs nos dias de primavera assim o amor nascerá novamente , como as flores que brotam e abrem para mostrarem toda a sua beleza. O importante , a base de tudo é o amor. Mesmo que ele te "mate" por dentro.Acreditas nestas palavras...eu sei que é assim!Um beijo

agua_quente disse...

Belo, o teu poema. Mas triste e com algum desencanto. Tudo tem em si o poder de renascer. Sempre. Beijinhos

carlag disse...

A que vier, de novo, será transparente e límpida...
Por momentos dou por mim a tentar perceber no que dizes e no que não dizes, se o que escreves é real. Se é de ti...
Mas depois passa e apesar de tristes, encantam-me as tuas palavras.

Tem fé!
Com carinho.

Carlos Barros disse...

Não é por uma fonte secar..que se morre a sede.
beijos

Sandra e Marco disse...

a fonte é lindissima...a fonte voltara a correr,tem a esperança k um dia renascera novamente!boa semana!!!bjs

Richie disse...

O tempo... sempre o tempo... o grande arquitecto!

Nada como o tempo para devolver um fio de água à fonte seca... e o alvoroço a um coração em pausa.

Um beijinho com sol por dentro :o)

Pink disse...

Belo poema , mas triste ... Há fontes que revivem ... Pensa nisso! Um beijo e boa semana.

Secret Hell disse...

Continua fonte.. sem água, sem futuro..

mas és fonte, tal como és mulher, com sangue, que não seca... apenas as palavras nos deixam secos, apenas o tempo.

o sangue persiste. para o bem e para o mal, com ou sem amor. Mas a água por vezes seca.

A fonte não! Morre de pé.

lazuli disse...

Esta música diz tanto..
Beijos

Du disse...

Ninguém crê em vão...

Só a paciência é que geralemte não é infinita...

Beijos :)

TMara disse...

Uma bela analogia, mas....Agora, canalizada, afonte necessita de mãos de hmanos para voltar a correr ou não (se a anscente tiver secado - ali-!)Connosco é um bocado diferente: temos as ãos, o cérebro ea alma. Podemos smp voltar a se fontes. Passas pela minha casa e p.f respondes à nota k fiz ao teu coment do dia 11? Bj grande

Joaninha disse...

Olá Blueshell!

As tuas palavras são como gotas de orvalho, reluzentes na ponta das folhas das plantas...enchem a natureza de luz e erradiam-nos de cotentamento por te ler...

P.S.: Hoje lembrei-me especialmente de ti... choviscos caem na terra, e espalha-se pelo ar o cheirinho agradável da terra molhada. ;);)

Beijinhos linda, boa semama

Joaninha**

concha disse...

Mas de um momento para o outro, num pequeno brilho, reencontrará o amor.
Voltará a nascer.

O Micróbio disse...

Pelo menos ainda temos este blog que continua com um caudal bem vivo! :-)

H. disse...

As fontes tb me inspiram... :)

Mas sabes, há sempre uma hipótese de ganharem de novo vida. E apesar da comparação estar fantástica, as pessoas não são fontes, porque nunca secarão por inteiro... se tal suceder alguém quando menos esperamos deita um balde de água fria para nos trazer de novo à vida!!
Esperança aí! * Beijinho

sylpha disse...

A fonte não seca, pelo menos a tua...uma essência extremamente bela que emana das tuas palavras. Beijokas :))

miss devil disse...

oi!
passei por ca so pa t desejar boa semana, passei a correr k tou em fase de exames
jinhos

speak_easy disse...

Como disse Lavoisier "nada se perde, tudo se transforma." e essa fonte certamente também se transformou em algo... talvez na tua inspiração.

grzl disse...

gosto muito da forma como tu ligas as imagens às palavras.
um abraço
graziela

Anónimo disse...

Querida BlueShell, a água da fonte pode secar mas não o que sai do nosso coração. Represam-se os sentimentos, porém, eles ali continuam a brotar, sobretudo o amor. Sempre bom beber nas fontes da tua poesia e contemplar tão belas fotos e depois sigo com a alma mais leve...obrigada! Beijos e boa semana.
~~Nuvem~~
http://www.nuvensquepassam.blogger.com.br

bin_tex disse...

Beijinhos para ti Blue:)

Bin

Malae disse...

Amiga BS! Semana esta complicada com o tempo a não dar tréguas. Mas depois do dia de Santo António aqui estou eu a por a leitura em dia. A fonte secou... a vida por vezes é assim... a àgua seca e tudpo parece perder sentido... mas temos que acreditar que virá uma tempestade que de algum modo nos ajudará a repor a àgua que falta na nossa vida! Lindo, lindo, como sempre! E que dizer das fotos?! Temos fotógrafa :D Uma boa semana, amiga. Beijinhos imensos e um abraço terno. Malae*****************

ChuvaNegra disse...

Brotará de novo, certamente!
beijo-te

AlmaAzul disse...

Depois da chuva... nasce de novo a água rente ao chão... e com ela tudo... até o amor.
***azui

AS disse...

B.Shell, em noite de S. António, como não tenho mangerico, deixo-te aqui um "beijico" :)

ruiluis disse...

fez me lembrar um fado...belo !

R disse...

Belo poema e belssima foto, parabens.
tem uma boa semana:)
beijinhos

Isabel-F. disse...

Linda foto e texto belissimo.
Parabéns.

Bjs

Gado Bravo disse...

Pensa apenas que mudou de função. Pode já não dar água mas dá alegria aos caminhantes pela sua beleza. ;)
Sim? Adieu. :)