quarta-feira, julho 21, 2004

DEIXA!

Quando te penso
Vejo-te em mim...
E esses olhos negros
São pedaços de outrora,
Restos de um passado
Que tu queres ignorado.
Deixa as flores florir!
Deixa a vida tomar seu curso,
Como o teu rio nas manhãs de Domingo!

11 comentários:

Alexandre Narciso disse...

Lindo poema!!! Gostei muito.
Beijinhos
*A

Pintelho disse...

Já publica!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Nelson Ferreira disse...

Lindo

Parabéns

Tiago disse...

Muito bonito. Gosto muito do que escreves. É inteligente e sensível :) . Beijocaaaaaaaas.

Dream disse...

Não comento. Apenas digo que gostei. Sensivelmente bonito.

:)

Anónimo disse...

as manhãs de Domingo são esperançosas! gostei muito!
bjs

DonBadalo/Umbidodevenus

Escape disse...

;):)

Nilson Barcelli disse...

Como eu admiro os teus poemas...
Quem me dera ter arte e engenho para tal.
Beijinho

BlueShell disse...

Eu preferia saber cantar, vós sabeis, pois disse-o há alguns "Posts" atrás...enfim...

c.b. disse...

Para agradecer o comm que deixaste nu manifesto.
Seguirei sempre, continuarei, independentemente de tudo o que possa ouvir de bom ou mau. Seguirei...
*

Magda disse...

Quando te imagino
Faço-te à minha imagem...
bj