sexta-feira, maio 20, 2005

VOLTARÁS PARA MIM?

verde
(foto de BlueShell)

...E se eu te amar para lá do Tempo
Como louca gaivota...que voa sem destino,
Sem tino...
Como dia quente em tarde de Primavera...

Voltarás para mim?


....E se eu te amar para lá do Ser
Como batel sem rumo...ou fio sem prumo...
Como estrada plana que chama e clama
Por um caminhante...

Voltarás para mim?


Então podes voltar, amor...amante...
Que eu sou gaivota, dia, batel, fio e estrada
Que te quer demais...
Sem querer mais nada!

41 comentários:

carlag disse...

Blue,

Se ele te sentir. Se ele amar, tudo isso...Ele volta!
Mostra-lhe que também o sentes...
**

( Adoro cá vir. Mesmo )

on disse...

Concordo com a Carlag. Entretanto...

Porque não traduzir mais um haiku?
É sempre muito bem vinda no Prozacland!

Amaral disse...

Ternurento o poema, Blue! Muito bonito!
Eu vou interpretar assim: que lindo hino ao Amor!
O Amor voltará para Ti, mesmo que O ames para lá deste tempo!
O Amor voltará para Ti, porque O amas com tudo aquilo que És!
O Amor está em Ti porque O queres sem nada em troca!
O Amor do teu entendimento, nunca Te deixou! Sempre estará Contigo!

Vênus disse...

Olá BSheel,
Ele volta sim...Mas vá ao encontro dele não fiques esperando.
LINDO!
Bjs

Bruno António disse...

Oi!

Sou o 4º a comentar!!! Ohhhhhh!!!

Um destes teus poemas deviam ir ao 'A Voz', da RTP1! Agora escolhe com que voz... Eu faço rádio!!! LOL
`
Mais uma pergunta 'parva': És muito 'cota'?!... Vá lá: Tens mais de 40?!!! LOL...

Bjs

Carlos a.a. disse...

O poema é justo na densidade de amor que revela, mas desclpa, Blue Shell, não poderá ser sufocante?

jinho:)

Gil disse...

hmhmmmm perdi-me logo com primeeiro verso :D

que sensation que sensation hmmmm

Bom fim de semana BS ;)

Espectro #999 disse...

 ¦•¦ Palavras reveladoras d'um sentimento não correspondido ¦•¦

 ⊂⊃ E no entanto [...] quem me dera. ⊂⊃

 ⊆⊇ Tens já uma legião de contra-naturas por aqui. ⊆⊇

AAAAHHHHhhhhhhh!!!!! E que a Força esteja contigo.
Beijocas e inté.

Daniel Aladiah disse...

Querida Blue Shell
Há dias assim, em que a inspiração arranca de dentro de nós aquilo que está para lá do tempo e do ser, materializando a beleza em si mesma em forma de poesia e de amor...
Um beijo
Daniel

Adryka disse...

Lindo mesmo lindo, acredito que ele voltará sempre, basta que tu estejas lá. Beijo

AS disse...

...... e a gaivota poisou, serenamente, no beiral da janela com olhos de sal, trazendo no bico aromas de mar. Alongou as asas em forma de abraço.... e ficou à espera que a janela se abra e surjam umas mãos cheias de carícias...

B.Shell, este teu poema é divinal!

Um beijo e bom fim de semana

wind disse...

Bonito:) beijos

Vasco Salles disse...

Esta miuda é só amor, amor, amor... Quem será o sortudo? Será que ele sabe?

concha disse...

Se foi que não volte, não depois de partir!
Desculpa mas hoje estou assim "frenética e exigente" como diz o CVerde!

TMara disse...

E o amor contiua aponruar ebem. bjs e;) -molhinhos deles para o f.s.

Squeezy disse...

Para um amor "funcionar" há k haver esforços de ambas as partes, n baste ser apenas um a amar.. mas já é um começo esse (um) k ama dizer ao outro k o amo

R disse...

Eu neste momento não o a pessoa indicada para comentar este poema.
tem bfs e deixo-te um enorme beijo:)

Malae disse...

Amiga BS! Como poderá ele não voltar para uma gaivota assim bela, em todo o seu esplendor?! Ai, estes amores que nos amarram nas suas teias... aprenderemos a viver sem eles?! Obrigada pelas tuas palavras no meu canto... é bom contar como pessoas como tu... nem que seja para ouvir uns desabafos por vezes disparatados. Por isso agradeço à blogosfera. Um beijinho imenso, amiga. Bom fim de semana, cheio de coisas docinhas. Malae*******************

Luís Miguel disse...

Tão intensas palavras, tão forte entrega é digna de uma profunda admiração.
Comentários são dispensáveis.
.
.
Admiro, simplesmente. Beijo BShell
.
.

OlhoVivo disse...

Obrigada pela tua simpática visita ao meu blog. Daquilo que li pareces ser uma pessoa romântica e apaixonada :)***********

Avozinha disse...

Mas que belo blog acabo de descobrir...

António disse...

Mais uma visita.
Mais um poema e uma foto (agora a foto nunca falta).
A juntar à qualidade temos também a quantidade.
Quando é que sai o primeiro livro?
Jinhos

Sulista disse...

Lindo!!!!!! mas se o amares tanto assim, mais do que a Ti própria,
"ELe" nunca voltará para Ti!!...
e depois, por mais que isso seja
devastador, Tu vales muito mais
do que isso!...acredita em mim!

Um beijinho de uma tua leitora,
Sulista

matahary disse...

Muito bonito o que escreveste. ;)
Vive como se ele(a) nunca mais voltasse. Segue em frente! Se pelo caminho aparecer o teu amor, amando-te, então faz o que o teu coração dita... mas, até lá, vive cada dia, como se fosse o último, Amando loucamente as coisas simples, insignificantes...
Jinhos

Alexandre Sousa disse...

Sem a menor dúvida. Voltará. E nem vai ser preciso gritar. Bastará apenas um leve sorriso e deixar que a melodia da poesia seja levada pelo vento. Voltará.

Pescador disse...

Olá "Concha" :-) !! Andei a passear pelo teu blog e tu tens um talento incrivel para pintar aquilo que te vai na alma !! Esta poesia então...., Uau !! Se ele não voltar..., então é porque ele é corvo, escuridão, jangada, nó e beco...!! Bjs Pescador

Avô Kimera disse...

"Como dia quente em tarde de Primavera..."

como adoro os dias tarde de primavera... aquela paixão no ar...

Se amares assim... ele volta de certeza =)

Morsa disse...

Se fosse eu quem tu amasses, depois de ler um poema lindo como este que aqui expões, certamente que voltaria!!!!
Espero que, se este tem um destinatário, que ele tenha juízo!
Beijokinhas grandes

Aran disse...

Está magnifico este teu poema!!! Um beijinho grande

augustoM disse...

Shell, para lá do tempo e do ser ninguém volta, só mós podemos ir ao seu encontro.
Um beijo. Augusto

Betty Branco Martins disse...

Olá, Blue Shell

Agradeço a tua visita, ao meu "cantinho" e as tuas palavras

Volta semore...

E agora quero de novo agradecer-te por me dares a conhecer um "espaço" excelente que é o teu blog, enriquecido pela tua escrita. Não menciono nada em particular, porque AMEI tudo o que li.

Voltarei com toda a certeza

BFSemana

Um beijo

sylpha disse...

Com um amor assim...pena ele não saber o que perde. Muito lindo este teu poema :) Beijo

agua_quente disse...

O amor tem que existir dos dois lados. Se ele te amar, volta. Mas talvez se arrependa se não voltar para um amor tão bonito! Beijos

persephone disse...

La tra la la

«I aparece com uma saia rodada rodopiando pelo teu blog»

Olá amiguinha:)
Estou tão disperta.. acho que não dormirei até ser dia de lua cheia!!
:)

Estou bem;)

Anda ao meu blog e da me tua opininao sobre a nova face ********


la la
despeço-me com muitos morangos e beijinhos no teu nariz!!

Johannes Sebastian Rozen disse...

Palavras de Imensa beleza...

Não deixe que a esperança se acabe...

AlmaAzul disse...

Volta? Não volta? A espera ao ritmo do compasso das horas...
Abraço na alma.
***azuis

miss devil disse...

oi!
passei pa desejar bom fim de semana
jinhos

erü disse...

Blueshell: queria comentar este teu lindo poema. Mas de repente deu-me a inspiração, e o que era para ser um comentário tornou-se num pequeno post no meu cantinho. :)
Não te faz sombra, nem de perto. Mas é puro, como são sempre as tuas palavras.
Beijinhos*

Pink disse...

Poema muito belo e bem estruturado. Fantástico mesmo. Um beijo.

H. disse...

"E se eu voltar para trás
Será que dizes que sim outra vez
Tomas conta de mim
De vez em quando
Se eu voltar..."

Pedro Abrunhosa

(lembrei-me da música enquanro lia este e o outro post. Se valer a pena, volta, voltem. Se não, encontra algo onde te abrigar, que 'tome conta de ti de vez em quando' qdo quiseres voltar...)

Beijinho *

Antonio disse...

"E se eu voltar para trás
Será que dizes que sim outra vez
Tomas conta de mim
De vez em quando
Se eu voltar..."

Pedro Abrunhosa

(lembrei-me da música enquanro lia este e o outro post. Se valer a pena, volta, voltem. Se não, encontra algo onde te abrigar, que 'tome conta de ti de vez em quando' qdo quiseres voltar...)

Beijinho *