sexta-feira, dezembro 10, 2004

Importa querer e... crer

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DO HOMEM
ADOPTADA E PROCLAMADA PELA ASSEMBLEIA GERAL
NA SUA RESOLUÇÃO 217A (III) DE 10 DE DEZEMBRO DE 1948

http://pwp.netcabo.pt/mrm/direitos_homem.htm


homem




Artigo 1.º
Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade.

...e mais não digo!

10 comentários:

zeus disse...

E mais não precisas de dizer!

Estrela do mar disse...

Conchinha...como tenho a minha mãe muito, muito doente, não tenho disposição para vir aos blogs, nem postar...mas de vez enquando vou aparecendo...desta feita para te desejar um bom fim de semana...e enviar-te um grande beijinho...

A.Mello-Alter disse...

Palavras muito bonitas. Que pena vivermos num mundo cão.

Anónimo disse...

Como é q alçgo aparentemente tão simples, se torna tão complicado na cabeça de alguns?!
http://sunshine.blogs.sapo.pt/
http://pequenitos.blogs.sapo.pt/

MONALISA disse...

É mais fácil olhar para o próprio umbigo.
Beijo

erü disse...

Pena é que esse espírito nunca se tenha verdadeiramente concretizado... beijos*

Araponga disse...

Custa muito pensar que após várias décadas, direitos tão básicos como este continuem a ser uma ilusão para muitos... E pensar que há quem julgue que vivemos num mundo moderno e evoluído...

Marta disse...

Deveria ser assim. Mas na prática, as coisas são um pouco diferentes, existem uns que são mais "iguais" do que outros!

Luis Duverge disse...

Deixo aqui algumas questões que servem de resposta:
Porque foi criada a declaração (a data é importante)?
Quantos países assinaram à data essa declaração ?
E hoje quantos países assinaram ... mais cumprem o que assinaram ?
Gostei ...a falta de sentido humanitário está hoje mais presente que nunca.
Um beijo e bom fds.

Anónimo disse...

Mais um ano em que a Declaração é especialmente evocada e mais um ano em que é possível constatar o seu não cumprimento. Da formalidade à realidade ainda vai uma distância abismal. Será que é apenas um sonho desejar que seja diferente? Será possível a sua concretização (mais e mais e mais) num mundo onde os "loucos" governam? Tanto retrocesso num percurso civilizacional que se deseja (por quem?) elevado em todas as vertentes... Tanto passo atrás numa caminhada que se precisa em direcção à luz. Tanto por fazer ainda porque o Homem não quer...

Sandra
(Void)