quarta-feira, dezembro 08, 2004

"Oco no caminho"...


luzita1

(foto de Cleber Sousa)


Nas mãos sinto a luz

Nas mãos sinto a luz, a êxul luz
que vem das paliçadas da mansão,
a luz azul em clarificada zona então
aproxima de mim o seu facho de horizonte.

E logo eu a lembrar o querido monte
em que pousada estava sobracente a ramaria,
e logo eu então a pedir à maresia
que nos brilhos unos do futuro aproximasse

esse rumor de aves onde os raios enfeitasse
e eu oco no caminho que me guia
contivesse as minhas mágoas do passado,

e surgisse ali a minha alma em fogo-fátuo
estivesse eu em toda a dimensão do brusco
a nascer das folhas com a boca em luz arado.


Alexandre Vargas
CYBORG
Livros Horizonte
1978

Apenas para partilhar convosco...

10 comentários:

Luis Duverge disse...

"Olho o vento perdido, que procura
No rodopiar alguém a quem falar,
Não, esta noite as folhas já partiram,
As famílias …trocam sorrisos em ceias fartas
De solidão no sentir
Afinal estás contente com os teus … "
Um beijo e bom feríado.

Ana disse...

Pode partilhar mais coisas bonitas cm esta*

lobices disse...

...deixo-te aqui um sorriso...

mfc disse...

Ninguém se deve sentir oco.
Preenche esse vazio...

chemistry disse...

:-) :-)

wind disse...

Preenche o vazio, partilhando:) bjs

almaro disse...

As mãos são normalmente um instrumento da alma, desenham, escrevem, moldam, acariciam, criam. Por vezes a alma diverte-se e passeia-se por experiências, é uma espécie de palhaço que mesmo triste, Ri. A alma é assim experimenta-se em sentires, complementando-se. Quando desenha um macaco, sentiu-se macaco, quando esculpiu uma papoila, sentiu-se papoila, quando desejou um corpo diluiu-se nele em amores, quando esculpiu uma lágria, chorou,mas não deixou de ser a imagem e o ser que dia a dia se movimenta no corpo. Como as mãos, que ora são poema, ora são cajado, mas nunca deixam de ser mãos. O pior que pode acontecer, à mão, ao corpo ou à alma que a conduz, é cortar-se a mão porque não se gostou do desenho que ela pintou…

R disse...

Estar triste é um estado de espirito que muitas vezes nos ajuda a ficar mais fortes para a vida.Ser triste é não ter gosto pela vida.queria por musica no ma minha pagina e nao consigo, gostaria que desses uma ajuda, pois tem sempre musica maravilhosa aqui.deixo o meu
e-mail.betaeira@msn.com
beijo e nada de tristezas, poe um belo sorriso e verás que a vida te sorri:)

martelo disse...

bom pormenor fotográfico e um belo poema

Águas de Março disse...

Já partilhaste, e é um lindo poema!
Beijinho,
Ana Maria